Índia concede 217 milhões de dólares para infra-estruturas em Moçambique | MEDIATECA | DW | 05.07.2013
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

MEDIATECA

Índia concede 217 milhões de dólares para infra-estruturas em Moçambique

Três acordos entre Moçambique e Índia foram assinados no quadro da visita que a chefe da diplomacia indiana, Preneet Kaur, efetua ao país. O montante será aplicado em projetos no sector das obras públicas e habitação.

Ouvir o áudio 02:47

A ministra dos Negócios Estrangeiros da Índia (foto principal) manifestou-se satisfeita com os resultados da sessão da Comissão Mista entre a Índia e Moçambique e que culminou com a assinatura de três acordos.

O montante será empregue na construção de mil e duzentas casas nas províncias de Tete e Cabo Delgado, para além do desenvolvimento de água rural em Manica, Zambézia e Nampula e do financiamento da reabilitação da estrada Tica-Buzi-Nova, em Sofala.

Para o ministro das Finanças de Moçambique, Manuel Changue, os termos de
concessão deste empréstimo, através do Exim Bank da Índia, são vantajosos. "Créditos concessionais têm um período de deferimento de cerca de seis anos. E a taxa de juro também é razoável, portanto, menos de 2%", declarou o governante.

Cooperação intensifica-se

Na sua deslocação a Moçambique, a ministra indiana faz-se acompanhar de uma delegação que inclui mais de 20 empresários, com interesses em Moçambique ou que procuram oportunidades de negócios. Moçambique e Índia cooperam já nas áreas dos recursos minerais, ciência e tecnologia, transportes e comunicações, obras públicas entre outras.

O vice-ministro dos Negócios Estrangeiros moçambicano, Eduardo Koloma, diz que os novos acordos assinados com a Índia vão contribuir para os esforços de combate à pobreza. "Respondem às prioridades de desenvolvimento sócio-económico do país, no âmbito do programa do Governo de redução da pobreza", referiu.

A ministra indiana disse que o seu país vai potenciar a formação de moçambicanos
na área de hidrocarbonetos, que regista um grande déficit de quadros apesar das novas descobertas de recursos naturais. "Congratulamo-nos com a descoberta de gás em Moçambique e esperamos que contribua para prosperidade do país. O que vamos fazer é ajudar na formação de pessoal para operar nessa área", declarou Preneet Kaur no final de um encontro com o seu homólogo moçambicano, Oldemiro Baloi.

A Índia faz parte do grupo dos BRICS, juntamente com o Brasil, Rússia, China e África do Sul, com o qual Moçambique tem vindo a intensificar a sua cooperação nos últimos tempos.