1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Zoológico de Berlim garante direito de utilização do nome Knut

Depois de uma batalha judicial com uma empresa britânica, o Zoológico de Berlim assegurou o direito de utilizar o nome de seu ex-morador mais popular.

default

O pequeno urso polar se tornou uma celebridade na mídia mundial

O Zoológico de Berlim ganhou uma ação para ter os direitos exclusivos de utilização do nome Knut, o fofo urso polar que conquistou o mundo e consternou os fãs com sua morte em 2011. A decisão foi anunciada pelo Tribunal Geral da União Europeia nesta segunda-feira (16/09), em Luxemburgo.

Em 2007, a empresa britânica Knut IP Management Ltd encaminhara registro do nome "Knut – Der Eisbär" (Knut – O urso polar) para o licenciamento de roupas, sapatos e artigos esportivos, entre outros produtos.

A decisão da corte foi baseada no risco de confusão com a marca "Knud", que havia sido licenciada previamente pelo zoológico berlinense. Para o tribunal, a semelhança pode confundir os consumidores, já que ambos os nomes seriam aplicados para o mesmo tipo de mercadorias, como roupas, brinquedos, livros e jogos.

"Existe de fato o risco de confusão nas regiões de língua alemã", disse o tribunal. A decisão é passível de recurso na Corte Europeia de Justiça.

Vida trágica

Nascido no Zoológico de Berlim em dezembro de 2006, o fofo ursinho polar se tornou rapidamente o grande queridinho da mídia em todo o mundo, chegando a estampar a capa da Vanity Fair, sozinho na edição alemã da revista e ao lado de Leonardo DiCaprio na edição americana.

Deutschland Zoo Denkmal vom Eisbär Knut in Berlin

A estátua "Knut – O Sonhador" foi inaugurada em 2012

A popularidade de Knut foi impulsionada por sua trágica história de vida. Ele e seus irmãos foram rejeitados pela mãe logo após seu nascimento. Ele foi o único sobrevivente da ninhada. Depois de 44 dias numa incubadora, foi criado e alimentado pelo tratador Thomas Dörflein, que morreu de ataque cardíaco em 2008.

Apresentado ao público em março de 2007, o ursinho levou multidões de visitantes ao Zoológico de Berlim. Em 2009, Knut ganhou uma companheira, mas ela foi enviada de volta ao Zoológico de Munique, já que os dois não conseguiram se entender.

Knut morreu afogado aos 4 anos, em março de 2011. Ele caiu inconsciente dentro do tanque de água de seu cativeiro depois de um colapso. O animal sofria de encefalite, uma inflamação do cérebro. No ano passado o Zoológico de Berlim homenageou seu mais famoso ex-morador com a estátua de bronze Knut – O Sonhador.

MAS/dpa/afp