1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Zonas protegidas limitarão poluição em três cidades alemãs

A partir de 1º de janeiro, motoristas de Berlim, Colônia e Hannover terão de exibir um selo adesivo em seus veículos para poder circular em determinadas regiões.

default

Colônia limita circulação em 16 quilômetros quadrados

Como resposta a uma diretriz da Comissão Européia de 1999, que tornou obrigatória a introdução de medidas para proteger a qualidade do ar nas grandes cidades do países-membros do bloco, Berlim, Colônia e Hannover serão as primeiras cidades alemãs a estabelecer zonas protegidas para limitar a emissão de partículas provenientes da combustão de gasolina e diesel, protegendo a qualidade do ar.

O exemplo deverá será seguido por outras cidades, já que a medida permite aos próprios municípios decidir que medidas tomar e em que momento. Mas, por mais que a lei passe a vigorar a partir de janeiro, as autoridades concederão uma margem de três meses de tolerância.

A partir de 1º de abril, a advertência verbal da polícia será substituída por uma multa de 40 euros e um ponto de Flensburg na carteira para quem circular pelas zonas determinadas sem um selo ecológico adesivo. [Em Flensburg, no norte da Alemanha, há um registro do tráfico automobilístico, em cujos arquivos se encontram dados de todos os condutores de veículos que cometeram infrações.] O motorista que acumular 18 pontos perde a licença.

Circulação limitada

No caso de Colônia, a zona de controle se extenderá por uma área de 16 quilômetros quadrados em ambos os lados do Reno. Para poder circular nesta zona, os veículos devem exibir um adesivo de cor vermelha, amarela ou verde, ou uma permissão especial concedida em determinados casos.

A lei é voltada a motoristas que circulam diariamente, aos que usam o carro para ir ao trabalho, a taxistas e entregadores de mercadorias, pois são estes os que mais causam a poluição do ar, ao contrário de motoristas que utilizam carros apenas esporadicamente.

Apenas em Colônia circulam mais de 430 mil veículos, dos quais 7,3% não terão permissão para rodar na zona protegida por não estarem equipados com conversores catalíticos ou por possuirem um antigo motor a diesel.

Apenas veículos novos ou que tenham um filtro de partículas receberão os adesivos ambientais, que permitem a livre circulação. Estarão dispensados da obrigação os habitantes das zonas de proteção, proprietários de negócios nestas áreas, veículos utilizados na agricultura, além de certos veículos antigos ou com permissões temporais.

Mas o pioneirismo tem seu preço: os motoristas terão que pesquisar muito bem onde adquirir seus selos, pois o preço oscila entre 4 e 20 euros. Um vez adquirido, o selo possui validade ilimitada.

Leia mais