1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Zona do euro escapou por pouco de uma recessão

A economia na zona do euro começa a se recuperar, segundo a Comissão Européia. No último trimestre de 2001, o PIB da região diminuiu pela primeira vez nos últimos dez anos. A recuperação virá no segundo semestre.

default

Liquidação de inverno - consumo não ajudou na recuperação econômica

A Comissão Européia conta com uma retomada do crescimento econômico no segundo semestre de 2002, informou a Agência Européia de Estatísticas, Eurostat, em Bruxelas, ao divulgar os dados do PIB (Produto Interno Bruto) da zona do euro no último trimestre de 2001. O PIB diminuiu em 0,2% em relação ao trimestre anterior, mas cresceu 0,6% na comparação anual com o último trimestre de 2000.

Os investimentos caíram 0,8%, enquanto o consumo privado praticamente estagnou, ao aumentar apenas 0,1%. Os consumidores ainda estão muito cautelosos, por isso a conjuntura ainda não "decolou" . Este foi o primeiro levantamento da economia européia após a crise desencadeada pelos atentados de 11 de setembro.

Crescimento moderado no primeiro semestre

Eurostat conta com um crescimento do PIB entre 0,1% e 0,4% no primeiro trimestre de 2002 e de 0,4% a 0,7% no segundo. "Essa previsão demonstra que o desaquecimento passou. Ela aponta, porém, para uma recuperação moderada", observou a Comissão. No segundo trimestre, a reativação nos EUA incentivará o processo na Europa.

Em entrevista a um diário francês, o economista-chefe do Banco Central Europeu, o alemão Otmar Issing, disse que a economia da zona do euro provavelmente já atingiu o fundo do poço no final de 2001. Issing também prognosticou um reaquecimento no segundo semestre.