Zona do euro concorda com fundo permanente de 500 bilhões de euros | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 15.02.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Zona do euro concorda com fundo permanente de 500 bilhões de euros

Valor é o dobro do atual e deverá estar disponível a partir de 2013 para os países-membros em dificuldades financeiras. Decisão ainda precisa ser aprovada pelos líderes da União Europeia.

default

Jean-Claude Juncker diz que 500 milhões de euros bastam

Reunidos em Bruxelas, os ministros das Finanças dos países da zona do euro anunciaram na noite desta segunda-feira (14/02) que o fundo de resgate para socorrer membros em dificuldades financeiras duplicará o seu valor atual e passará para no mínimo 500 bilhões de euros a partir de 2013, além de se tornar permanente.

O novo fundo, batizado Mecanismo de Estabilidade Europeia (ESM, em inglês), contará também com uma verba adicional – ainda não estipulada – do Fundo Monetário Internacional (FMI) e com contribuições voluntárias de países que não integram a zona do euro. "Penso que será suficiente", disse o líder dos ministros das Finanças da zona do euro, Jean-Claude Juncker.

O atual Fundo Europeu de Estabilidade Financeira conta com uma capacidade efetiva de 250 bilhões de euros. O valor pode ser insuficiente caso países como Portugal e Espanha sigam os passos de Irlanda e Grécia e venham a solicitar recursos para evitar o débâcle financeiro. Os ministros presentes na reunião em Bruxelas queriam aumentar a capacidade efetiva de empréstimo do atual fundo, mas não chegaram a um acordo.

Os países da União Europeia (UE) concordam que um pacote amplo de medidas deverá ser fechado para convencer o mercado financeiro de que há estabilidade na zona do euro. Porém, há ainda discórdia em relação ao conteúdo do pacote, o que deve ser decidido no encontro de cúpula da UE nos dias 24 e 25 de março.

Segundo o ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, "três grandes elementos" estão sendo negociados: detalhes do fundo de resgate permanente, aperfeiçoamento do pacto de estabilidade e crescimento e aumento da competitividade dos países da zona do euro.

FC/rtr/afp/lusa

Revisão: Carlos Albuquerque

Leia mais