Wolfsburg quer se livrar de Diego, que pode ir para o Botafogo | Leia as principais notícias sobre o futebol internacional | DW | 27.06.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Wolfsburg quer se livrar de Diego, que pode ir para o Botafogo

Meia-atacante foi banido da equipe pelo técnico Magath. Diego pode treinar, mas fica no banco, à espera de negociação com outro clube. Imprensa alemã fala no Botafogo como provável destino do jogador.

default

Diego está no Wolfsburg desde meados de 2010

Depois de demonstrar irritação abandonando a equipe por não ter sido escalado para o jogo do Wolfsburg contra o Hoffenheim, na temporada passada da Bundesliga, Diego amarga as consequências.

O jogador pode treinar com a equipe, que iniciou neste domingo (26/06) os preparativos para a próxima temporada do Campeonato Alemão. Mas o técnico Felix Magath já avisou que se trata apenas de uma formalidade, pois não quer mais Diego no time.

Segundo a agência alemã de notícias esportivas SID, há sinais de que o meia-atacante possa ir para o Botafogo. Também o Santos estaria interessado. Diego, de 26 anos, veio da Juventus em meados de 2010 por 15 milhões de euros, e custa entre 6 milhões e 9 milhões por ano ao Wolfsburg. O contrato do jogador com o clube vai até 2014.

Ou fica na Alemanha?

Já Diego, denominado "diva sem disciplina" pela agência de notícias DPA, não descarta permanecer na Alemanha. "Teria que dar certo não só no aspecto financeiro, mas também no aspecto profissional", disse em entrevista à emissora alemã ZDF. E soltou farpas contra Magath: "Não é meu costume discutir com treinadores, mas, para ser honesto, Magath tem um jeito bem especial de ser".

Contrariado por não ter sido escalado, Diego deixou seus companheiros e o técnico irritados ao abandonar a equipe pouco antes do último jogo da temporada passada, vencido pelo Wolfsburg por 3 a 1.

Wolfsburg despacha craques

Diego não é o único craque a deixar o plantel. A nova política do clube patrocinado pela Volkswagen, baseada em eficiência e contenção de custos, já levou às transferências dos brasileiros Grafite (Dubai) e das estrelas Edin Dzeko e Zviedzan Misimovic.

RW/dpa/sid
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais