Whitney Houston encontrada morta em Los Angeles | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 12.02.2012
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Whitney Houston encontrada morta em Los Angeles

Cerimônia de entrega do Grammy presta homenagem a Whitney Houston, encontrada morta em quarto de hotel em Los Angeles. As causas da morte da cantora de 48 anos, considerada "rainha do pop", ainda não foram esclarecidas.

A cantora norte-americana Whitney Houston foi encontrada morta num quarto de hotel em Beverly Hills, neste sábado (12/02), em Los Angeles, na véspera da festa do Grammy e apenas algumas horas antes da realização de um jantar, que antecede a cerimônia de entrega do prêmio.

A polícia confirmou a morte da cantora considerada a "a voz" e a "rainha do pop" num breve comunicado lido à entrada do hotel Beverly Hilton, onde vários nomes de destaque da música norte-americana estavam reunidos para o jantar que precede a entrega do Grammy.

A polícia de Los Angeles explicou que recebeu uma chamada de emergência de alguém da equipe de Houston e encontrou o corpo da cantora no chão do quarto que ocupava no hotel. "Não há sinais claros de ocorrência de um crime, mas a causa da morte ainda está sendo investigada", acresceu um porta-voz da polícia.

Whitney Houston vendeu mais de 170 milhões de discos em todo o mundo, mas sua carreira foi seriamente afetada pela relação atribulada com o ex-marido, Bobby Brown, e pelo consumo de drogas.

Grammy homenageia Whitney

Whitney Houston no American Music Awards, em 2009

Whitney Houston no American Music Awards, em 2009

Neste domingo (12/02), a cerimônia de entrega do Grammy deverá lembrar Whitney Houston, mas a festa da indústria fonográfica não será cancelada por isso. "Existem algumas modificações no roteiro, mas ele deverá continuar sendo um grande show da música", disse o produtor Ken Ehrlich à emissora CNN. "Ela teria querido desse jeito. Ela era uma grande artista, uma grande atriz e sabia como é importante entusiasmar o público. E é justamente isso que pretendemos fazer esta noite."

"Temos uma longa relação com Whitney", disse Ehrlich sobre a cantora, que já havia recebido seis Grammys. "Por este motivo, não queremos fazer nada que possa parecer desrespeitoso".

Família musical

A cantora nasceu em 9 de agosto de 1963, em Newark, no estado norte-americano de Nova Jersey. Era filha da cantora de gospel Cissy Houston, prima da diva da música pop Dionne Warwick e afilhada de Aretha Franklin.

Começou a cantar aos 11 anos com o coral júnior de gospel numa igreja de Nova Jersey e aos 15 anos passou a atuar com a mãe em algumas casas noturnas de Nova York, até ser descoberta pelo empresário Clive Davis. Houston trabalhou ainda como modelo.

A cantora gravou o primeiro álbum em 1985, intitulado Whitney Houston, que vendeu 14 milhões de cópias. Em 1986, foi protagonista, com o ator Kevin Costner, do filme O Guarda-Costas, cuja trilha sonora vendeu mais de 23 milhões de cópias. O single I Will always love you foi o mais vendido de todos os tempos.

Relação e drogas

Whitney Houston e Bobby Brown, em 1997

Whitney Houston e Bobby Brown, em 1997

Em julho de 1992, Houston casou-se com o cantor Bobby Brown, com quem teve uma filha, Bobbi Kristina, e de quem se divorciou em 2006 depois de tê-lo acusado de violência doméstica em 1993. A relação desgastou emocionalmente Houston, que depois de meses envolvida em escândalos e rumores assumiu seu vício de drogas numa entrevista à emissora ABC.

Em setembro de 2009, ela afirmou em declarações na televisão estar recuperada do consumo abusivo de maconha e cocaína, mas admitiu que ainda se sentia atraída pelas drogas e disse "confiar em Deus" para superar a maior tentação da sua vida.

Houston gravou o último álbum, I Look to You, em 2009. A cantora cancelou muitos shows de sua turnê mundial, o que levou a especulações de que teria voltado a consumir drogas. Estas alegações, porém, foram negadas pela cantora, que dizia estar longe do vício, atribuindo os cancelamentos a problemas de saúde.

CA/lusa/dpa
Revisão: Soraia Vilela

Leia mais