1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Werder Bremen hiberna na liderança

Leverkusen e Stuttgart perdem fôlego no fim do primeiro turno e Werder Bremen sagra-se campeão do outono, com seu atacante brasileiro Aílton como artilheiro. Bayern também recupera-se e assume vice-liderança.

default

Os torcedores do alviverde já sonham com o campeonato

Bayer Leverkusen e Stuttgart passaram a maior parte do primeiro turno disputando a liderança do Campeonato Alemão. Cada um esteve seis rodadas à frente dos concorrentes. No entanto, nas cinco últimas rodadas ambos passaram quatro sem vitórias e permitiram que Werder Bremen e Bayern de Munique descontassem a vantagem.

Beneficiado pela boa fase do artilheiro Aílton (16 gols), o Werder Bremen reassumiu a liderança da Bundesliga na penúltima rodada ao derrotar exatamente o Leverkusen no BayArena por 3 a 1. Na 17ª, Aílton & Cia meteram 3 a 0 no Hansa Rostock e garantiram na terça-feira o título simbólico de campeão do outono. Na mesma noite, o Bayern de Munique goleou o Freiburg por 6 a 0 fora de casa.

Na quarta-feira, Stuttgart e Bayer Leverkusen enfrentaram-se em partida decisiva para a redefinição da concorrência ao Werder. Os anfitriões, entretanto, perderam a oportunidade de acompanhar o ritmo do novo líder e sofreram sua primeira derrota em casa. O Leverkusen venceu por 3 a 2 e embolou o segundo lugar. O recesso de inverno começa com os dois e o Bayern empatados com 35 pontos, quatro atrás do Werder. O saldo de gols, entretanto, beneficia o recordista de títulos do país, que aliás ainda não esteve na liderança nesta temporada.

Sinal de alerta em Dortmund e Berlim

Dortmunds Trainer Matthias Sammer, Borussia Dortmund gegen Hannover 96, 6:2, Bundesliga

Maus momentos para o técnico Matthias Sammer, do Borussia Dortmund

Grandes decepções deste primeiro turno são Borussia Dortmund e Hertha Berlim. A equipe com maior número de brasileiros em seu escrete chegou a começar o campeonato como um dos favoritos. O Borussia pagou o preço, porém, por uma série de longas contusões em seus jogadores. Amoroso, por exemplo, largou na briga pela artilharia, mas está afastado desde setembro.

Desde o início de novembro, o Borussia não vence. O clube encerra o primeiro turno na sexta colocação, que não lhe garante vaga em nenhuma competição européia no próximo ano. Resultado pífio para quem tem um elenco de estrelas.

Já o Hertha Berlim luta para escapar da zona de rebaixamento, após ter sempre disputado do terceiro ao sexto lugar desde 1998 quando subiu à primeira divisão. Nem mesmo a demissão do técnico holandês Huub Stevens, depois da humilhante eliminação da equipe da Copa Alemanha (6x1 para o Werder Bremen), trouxe alento ao time berlinense. Ao despedir-se para o recesso com uma derrota de 3 a 0 para o então lanterna Colônia, o treinador interino Andreas Thom foi igualmente dispensado. Em contrapartida, o Bochum surpreende ao hibernar, pela primeira vez em seus 155 anos de história, numa colocação com direito a vaga na Copa da Uefa.

Líderes na artilharia e de público

Na briga pela artilharia desde a primeira rodada quando marcou dois gols, Aílton embarca para as férias de fim de ano no Brasil à frente dos concorrentes, a exemplo de 2002. Desta vez, entretanto, o paraibano melhorou seu rendimento, tendo marcado média de um gol por jogo disputado. Se há 12 meses ele entrara no recesso com 13 gols, desta vez ele já soma 16 em 16 partidas e abriu vantagem de quatro sobre Martin Max, do Hansa Rostock.

O iraniano Vahid Hashemian, do Bochum, vem em seguida com 11, assim como o holandês Roy Makaay, sucessor de Élber no Bayern de Munique, com 10. Dos demais brasileiros na Bundesliga, despontam Fernando Baiano (Wolfsburg) com oito gols, Éwerthon (Borussia Dortmund) e o teuto-carioca Kevin Kuranyi (Stuttgart) com seis.

Apesar de sua má fase, o Borussia Dortmund sustenta o título de campeão de público na Bundesliga, graças também à capacidade ampliada de seu Westfalenstadion para a Copa do Mundo de 2006. O sexto colocado atraiu ao todo 697.500 espectadores a seu estádio neste primeiro turno, numa média de 77.500 por jogo. Em segundo lugar está o Schalke que tem contado com média de 61.036 torcedores em seu moderno estádio coberto em Gelsenkirchen. O Bayern só tem levado 60.500 a suas partidas no Estádio Olímpico de Munique.

O Campeonato Alemão recomeça no dia 31 de janeiro de 2004.

Leia mais

Links externos