1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Website auxilia estrangeiros nas universidades alemãs

Professor da Universidade de Munique criou um website para ajudar alunos estrangeiros que não dominam o alemão. O 'Deutsch-Uni Online' se ajusta aos conhecimentos de cada estudante, no alemão e na área a que se dedica.

default

Aprender alemão online pode ser uma alternativa para quem tem pouco tempo

A Alemanha recebe anualmente cerca de 250 mil estudantes estrangeiros em suas universidades. Com exceção dos que chegam da Áustria ou da Suíça, poucos dominam o idioma alemão.

Tendo em vista a dificuldade que esses alunos enfrentam para acompanhar as aulas e mesmo para se socializar com seus colegas, Jörg Roche, professor de Alemão da Universidade de Munique, desenvolveu um site para aprendizado online de vocabulário.

"Muitos colegas de várias áreas me diziam que faltava oferta nesse sentido e que muitos alunos estrangeiros não tinham conhecimento suficiente de alemão, o que dificultava o andamento das aulas. Para isso, desenvolvemos um projeto bastante direcionado", afima Jörg Roche.

No Deutsch-Uni Online (DUO), os conhecimentos prévios de alemão do estudante são base para um ensino mais rápido e eficiente. O DUO é uma plataforma de fácil utilização, em que o aluno pode escolher entre as categorias "Alemão na universidade", "Alemão específico" ou "Alemão para negócios".

De acordo com suas necessidades, pode-se acessar uma página determinada para estudantes de Medicina ou de Direito, assim como uma que ensine alemão de forma mais geral.

Só o conhecimento da língua não basta

Dieter Leonhard, professor de Alemão e Francês na Escola de Ensino Superior de Saarbrücken, diz-se impressionado com a iniciativa, que afirma ser de muita utilidade.

Mas, segundo ele, dominar a língua alemã não basta: "É preciso separar o estudo do idioma da preparação para a estadia em um país estrangeiro". Ou seja, um estudante de fora precisa saber como se comportar para evitar situações constrangedoras. Para Angelo, um peruano de 33 anos que estuda Ciências Regionais com ênfase em América Latina na Universidade de Bonn, o site é uma boa solução para o pouco tempo disponível entre as aulas, os estudos e o trabalho. "Acredito que faria progressos com um curso como esse. Não só na vida acadêmica, mas também no contato com professores e colegas de forma geral", conclui.

Leia mais