1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

Vulcão na Indonésia obriga milhares de pessoas a abandonar suas casas

O governo do país ordenou retirada de 15 mil moradores da região do Monte Sinabung, ao norte da ilha de Sumatra. Intensificação das erupções fez as autoridades elevarem o status de alerta a nível máximo.

O governo da Indonésia ordenou neste domingo (24/11) a retirada de 15 mil pessoas da região do Monte Sinabung, localizado ao norte da ilha de Sumatra. A medida de precaução foi tomada após o vulcão dar novamente sinais de atividade. Com a intensificação das erupções, o governo elevou o alerta ao nível máximo.

No início da madrugada, as autoridades pediram a transferência de moradores numa área de três quilômetros ao redor da montanha, mas após a elevação do nível do alerta, a medida foi expandida para um raio de cinco quilômetros.

Em oito vilarejos ao redor do Monte Sinabung, mais 12 mil pessoas deixaram suas residências e foram levadas para acampamentos do governo. "Outras seis mil foram removidas para abrigos temporários em 16 locais", afirmou o porta-voz da Agência de Gestão de Desastres da Indonésia, Sutopo Purwo Nugroho.

Sinais de atividade desde setembro

O Ministério dos Transportes da Indonésia também pediu a companhias aéreas que evitem sobrevoar a área próxima ao vulcão.

Em setembro, o vulcão voltou a dar sinais de atividade, após três anos sem incidentes. Sua última erupção, em 2010, matou duas pessoas e forçou a retirada de 60 mil moradores.

O Monte Sinabung é apenas um dos 129 vulcões ativos na Indonésia, que é propensa a abalos sísmicos, devido à sua localização no chamado Anel de Fogo, região no Pacífico onde há terremotos frequentes e forte atividade vulcânica.

CN/rtr/ap/afp

Leia mais