1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Voz de Bin Laden semeia medo

Ameaças de Osama Bin Laden contra a Alemanha, EUA e outros aliados confirmam as advertências do serviço secreto alemão BND, aumentam o medo de ataques terroristas no país e reforçam medidas antiterror.

default

No atentado a esta sinagoga em Djerba, na Tunísia, foram mortos 14 turistas alemães

Um dia após a divulgação da fita de áudio pela emissora do Qatar, com ameaças especiais aos Estados Unidos, Alemanha, Grã-Bretanha, França, Itália e Austrália, uma batida policial em todo o território alemão resultou na detenção de 25 palestinos oriundos de Israel e da Jordânia, nesta quarta-feira (13). Eles são suspeitos de ligações com a célula da Al Qaeda de Hamburgo e com o piloto Mohammed Atta, que chocou um avião com o World Trade Center. O camicase estudou na Universidade de Hamburgo.

Os palestinos são acusados de pertencer ao grupo pan-islamita Hizb ut-Tahrir, que luta pela criação de um Califado – um Estado para todos os islâmicos do mundo. Nas buscas realizadas em 27 residências espalhadas por toda a Alemanha, foram encontradas, em Münster, algumas garrafas com diversos produtos químicos. O material não seria, porém, suficiente para uma bomba. Os 25 detidos vinham sendo investigados desde um ano, mas foram colocados em liberdade vigiada, por falta de provas para um mandado de prisão.

Advertência confirmada – O serviço secreto alemão Bundesnachrichtendienst (BND) viu na fita de áudio uma confirmação da advertência que havia feito na semana passada para o perigo de novos atentados da organização Al Qaeda do milionário saudita Bin Laden. O Ministério do Interior em Berlim anunciou que o áudio "não contém novo potencial de ameaça" que justifique mudanças na sua avaliação sobre o perigo de atos de terror. Depois dos ataques de 11 de setembro de 2001, em Nova York e Washington, com quase três mil mortos, o ministro alemão do Interior, Otto Schily, sempre destacou que existiria na Alemanha um perigo abstrato, mas não indícios concretos de um atentado.

O presidente do BND, August Hanning, alertou, contudo, que se tem de contar com um novo ataque da Al Qaeda. A polícia internacional Interpol pronunciou-se de forma semelhante na semana passada. Hanning havia dito também que "Bin Laden ainda vive e provavelmente na fronteira entre o Afeganistão e o Paquistão".

Bin Laden vive – Para a maior parte dos peritos árabes, o áudio é autêntico e com ele Bin Laden desmentiu as notícias de sua suposta morte. Eles estão seguros de ter reconhecido a voz do líder extremista islâmico na fita. O governo norte-americano também estaria convencido de que a voz é de Bin Laden, mas não exclui totalmente que a fita com novas ameaças de terror tenha sido montada ou manipulada de outra forma.

"Como vocês nos matam, também serão mortos" – O autor da mensagem propagada a partir do Qatar comemora os atos terroristas contra ocidentais, cometidos a partir de abril deste ano. Bin Laden adverte, ao mesmo tempo, que os ataques são apenas uma reação ao que "o faraó da nossa era [presidente dos Estados Unidos, George W. Bush] está fazendo ao matar nossos filhos no Iraque, bombardeando casas com mulheres e velhos dentro".

As ameaças são claras: "Todas as operações contra alemães na Tunísia, contra franceses em Karachi [Paquistão], contra australianos e britânicos em Bali [Indonésia], contra o petroleiro francês no Iêmen e contra os marines em Failaka [Kuwait], assim como a tomada de reféns em Moscou, tudo isso nada mais é do que a resposta de muçulmanos preocupados em defender a sua religião. Como vocês nos matam, também serão mortos", diz a voz atribuída a Bin Laden.