1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Volkswagen é investigada por evasão fiscal

Investigação está relacionada a escândalo de manipulação de emissões de CO2 e envolve cinco funcionários da montadora. Com adulteração, imposto sobre veículos teria sido subfaturado.

Em meio ao escândalo de manipulações de emissões de poluentes, a promotoria da cidade alemã de Braunschweig anunciou nesta terça-feira (24/11) que investiga a gigante do automobilismo Volkswagen também por evasão fiscal.

"Iniciamos um segundo processo de investigação formal", confirmou um porta-voz da promotoria, que já está conduzindo um inquérito sobre as fraudes em motores a diesel de veículos da VW para maquiar emissões de poluentes.

Segundo o porta-voz, as suspeitas de evasão fiscal recaem sobre cinco funcionários da montadora e estão relacionadas ao escândalo de manipulação de emissões de CO2. A promotoria analisa se proprietários de veículos da Volkswagen na Alemanha teriam pagado menos impostos, devido à adulteração nos valores de emissões de dióxido de carbono.

O nível de emissões de CO2 é um critério importante no cálculo do imposto automotivo na Alemanha. Quanto maior ele for, maior será o valor da taxa. Diante da quantidade de veículos afetados, o dano causado pela evasão fiscal "não seria pequeno", ressaltou o porta-voz.

No início de novembro, a gigante automobilística alemã anunciou que uma apuração interna detectou

irregularidades "inexplicáveis" nas emissões de dióxido de carbono

em 800 mil automóveis fabricados pela montadora, inclusive em modelos com motores movidos a gasolina.

Segundo a Volkswagen, uma auditoria interna mostrou que alguns modelos emitem mais CO2 do que o certificado e, dessa maneira, consomem mais combustível.

No final de setembro, a promotoria de Braunschweig havia aberto uma investigação contra a Volkswagen devido a uma fraude nos níveis de emissão de poluentes em motores a diesel. Na época, a Volks admitiu ter vendido 11 milhões de veículos a diesel em todo o mundo equipado com um software ilegal que adultera resultados de testes de emissão.

CN/rtr/afp/dpa

Leia mais