1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Volks começa produção da Touran

Fábrica lança nova minivan, produzida no âmbito de um programa inédito da montadora alemã, envolvendo criação de subsidiária, emprego de ex-funcionários da Volks e método de produção novo no país.

default

Hartz (centro) e Pischetsrieder apresentaram o novo carro

A nova minivan da Volks, apresentada nesta segunda-feira (13) em Wolfsburg, marca o início efetivo do modelo "5 mil por 5 mil", selado em 2001 entre o Sindicato dos Metalúrgicos e a montadora alemã.

Não fosse o compromisso de criar a subsidiária Auto 5000 em Wolfsburg e contratar 5 mil ex-empregados por um salário de, na época, 5 mil marcos (hoje 2556 euros), o Touran estaria sendo produzido em países de mão-de-obra mais barata.

Segundo o chefe do Departamento de Pessoal da Volks, Peter Hartz, cerca de 35 mil pessoas já se cadastraram em busca de emprego no âmbito do projeto. Até agora, foram empregados 2510 e em maio seguem-se mais 3500. Outras 1500 vagas serão criadas em Hanôver, para a fabricação do Microbus, a partir de 2005.

Embora os trabalhadores da Auto 5000 ganhem 20% a menos que seus colegas da Volks, desfrutam de uma série de vantagens. Uma delas é a flexibilidade na jornada de trabalho, de até 42 horas semanais. Se a demanda aumenta, trabalham mais; se diminui, descontam as horas extras.

Além disso, cada operário é responsável pela qualidade do que faz. Se há falhas, o tempo gasto na correção dos problemas não é remunerado. Também na organização do trabalho foi introduzida uma série de inovações, visando mais economia e racionalização.

Um carro versátil

Na apresentação da Touran, nesta segunda-feira, o presidente da Volks destacou as vantagens da produção na Alemanha. "Para criarmos empregos na indústria, precisamos aprender a usar uma série de vantagens de que dispomos: a mão-de-obra qualificada, melhor infra-estrutura e a melhor interconexão entre os sistemas", ressaltou Bernd Pischetsrieder.

O empresário reconheceu que o modelo está sendo lançado tarde. Ele lembrou, todavia, que o mesmo aconteceu com a Sharan, mas não impediu seu êxito. Está prevista uma produção de 130 mil unidades neste ano e de 200 mil em 2004.

Na montagem da nova fábrica e no desenvolvimento do projeto do novo veículo, foram gastos cerca de um milhão de euros. A nova minivan é construída sobre a plataforma do Golf e tem capacidade para até sete poltronas, permitindo diversas configurações.

A Touran começará a ser vendida no mercado europeu em meados de março, ao preço de 20 mil euros para a versão básica. Cerca de 45% da produção visam o mercado alemão, o resto será vendido nos países europeus. O carro já vem de fábrica com uma série de extras: CD-player, trava central com controle remoto, sistema EDS de bloqueio diferencial, sistema de travamento de freios (ABS) e controle de estabilidade (ESP).

Menor que a Sharan, a Touran mede 4,39 metros de comprimento, 1,79 metro de largura e 1,63 de altura. Em princípio, o carro terá três opções de motores FSI (injeção direta) e TDI (turbodiesel), com desempenho entre 100 e 136 cavalos. Depois, virão outras opções a gasolina. Inédito no segmento: todos os modelos com motores FSI e TDI virão com sistema de transmissão de seis marchas.

Links externos