Virando a arte de ponta cabeça desde 1969 | Veja todo o conteúdo audiovisual publicado na mediateca | DW | 13.04.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Virando a arte de ponta cabeça desde 1969

A marca registrada do pintor alemão Georg Baselitz são os quadros com figuras de cabeça para baixo. Em homenagem aos 80 anos de Baselitz, uma retrospectiva na "Fundação Beyeler", na Suíça reúne diversas obras do artista.

Assistir ao vídeo 03:55

As obras de Georg Baselitz viraram o mundo da arte de ponta cabeça. Nascido em 1938 como Hans-Georg Kern, o artista imortalizou a sua cidade natal, Deutschbaselitz, com a escolha do nome artístico. Já nos primeiros anos de carreira, Baselitz chamou a atenção com o quadro A Grande Noite Perdida. Ele fez parte da primeira exposição do artista na antiga Berlim Ocidental, mas acabou confiscado pelo governo alemão sob a acusação de pornografia. Em 1969, o artista começa a pintar suas obras de cabeça para baixo, o que virou marca registrada e chave para o sucesso internacional de Baselitz.

Com mais de 60 anos de carreira, Georg Baselitz também faz esculturas. Entre as mais famosas está a chamada Grupo BDM - uma das 10 esculturas que fazem parte da mostra. A retrospectiva inclui cerca de 80 pinturas cedidas por museus da Europa e Estados Unidos e foi planejada pelo próprio artista. A exposição em homenagem aos 80 anos de Georg Baselitz fica em cartaz até 29 de abril na Fundação Beyeler, na cidade de Basileia, na Suíça.