Virada no SPD: Beck renuncia, Steinmeier candidato a premiê em 2009 | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 07.09.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Virada no SPD: Beck renuncia, Steinmeier candidato a premiê em 2009

Social-democratas alemães em reviravolta: atual líder renuncia em favor de ex-vice-premiê Müntefering. Ministro do Exterior será candidato à chefia de governo no próximo ano. Saída da crise de mais de quatro anos?

default

Frank-Walter Steinmeier enfrentará Merkel

Com mudanças radicais, o Partido Social Democrata (SPD) tenta saltar fora da crise que o abala desde que o então chanceler federal Gerhard Schröder renunciou à presidência do partido, no início de 2004.

Kurt Beck SPD Klausurtagung in Werder

Kurt Beck (d) sai

Munido de uma dupla liderança – tendo o ministro das Relações Exteriores, Frank-Walter Steinmeier, como candidato à chefia de governo e Franz Müntefering na presidência do partido – o SPD vai enfrentar as eleições parlamentares de 2009.

O atual líder, Kurt Beck, não só abrirá mão de concorrer às eleições, como entregará o cargo a Müntefering, de 68 anos, ex-ministro do Trabalho e vice-chanceler federal de 2002 a 2005.

Atrasos e panes

As informações sobre a grande virada no SPD – que compõe a coalizão de governo juntamente com a União Democrata Cristã (CDU) de Angela Merkel – "vazaram" antes da hora, na manhã deste domingo (07/09), primeiro através da imprensa e, em seguida, por fontes do próprio partido.

A intenção original era comunicá-las numa coletiva de imprensa por volta do meio-dia, após reunião do diretório partidário em Schwielowsee, próximo a Potsdam. O encontro, no entanto atrasou-se várias horas.

Fanz Muentefering

Franz Müntefering durante comício do SPD, em 3/09/2008

Somente no meio da tarde Steinmeier confirmou a renúncia de Beck. Segundo declarou após a reunião Angelica Schwall-Düren, vice-presidente da bancada parlamentar do SPD, de início Steinmeier assumirá provisoriamente a chefia do partido.

Mais tarde Müntefering, que já foi líder social-democrata em 2004-2005, será eleito por uma assembléia do partido. Esta sugestão de Steinmeier haveria sido "recebida positivamente" pelos grêmios do SPD, afirmou Schwall-Düren.

Beck denuncia campanha

Ainda segundo a deputada, Kurt Beck, que só participou brevemente da reunião, haveria alegado, como motivo para a renúncia, uma campanha contra sua pessoa, que se agravou nas últimas semanas. Em conseqüência "lhe faltariam forças" para continuar.

Ele acentuou, porém, não ter sido vítima de um golpe com o fim de afastá-lo. Angelica Schwall-Düren confirmou ter sido o próprio Beck a indicar Steinmeier como candidato social-democrata à Chancelaria Federal para 2009, enfrentando a atual chefe de governo, Angela Merkel.

Leia mais