Vinho alemão se especializa para ficar inigualável | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 16.03.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Vinho alemão se especializa para ficar inigualável

Produtores alemães descobriram a importância de fatores como o solo, a orientação solar e o microclima para individualizar vinho alemão e torná-lo inimitável.

default

Vinho branco alemão é produto de exportação

Viticultores e comerciantes de vinho de todo o mundo estão reunidos em Düsseldorf (oeste alemão) na Prowein, a feira de vinhos aberta neste domingo (16/03) e que prossegue até terça-feira. Os produtores alemães buscam repetir a receita do sucesso de 2007, quando a Alemanha exportou três milhões de hectolitros de Riesling, Müller-Thurgau e Silvaner, no valor de 635 milhões de euros.

Weinexport Großbritannien

O Reino Unido continua sendo o principal consumidor de vinhos alemães, embora produtos tradicionais como o Liebfrauenmilch e garrafas com etiquetas kitsch estejam perdendo terreno para produtos de sabor marcante. Neste sentido, cresce o número de apreciadores do Riesling com notas minerais, por causa de sua produção nos solos de ardósia. Estas características atendem a uma clientela cada vez mais exigente, que busca produtos fora do convencional.

Os produtores alemães descobriram a importância de fatores como o solo, a orientação solar e o microclima. Estes três elementos, associados ao know how dos viticultores alemães, particularizaram o vinho alemão de tal forma que eles se tornaram inimitáveis, bem ao contrário dos Chardonnay ou Cabernet Sauvignon.

Cerveja perde terreno

Do ponto de vista do consumo interno, 52% dos vinhos comprados pelos alemães no ano passado foram produtos made in Germany. Um fenômeno interessante é que, já desde 2001, os alemães vêm gastando mais com vinho do que com cerveja, apesar da tradição cervejeira do país e da Oktoberfest.

Este pode ser considerado um dos motivos por que a Prowein se tornou uma das principais feiras da Europa para vinho e bebidas alcoólicas. Existem outras exposições do ramo, como a Vinexpo em Bordeaux e a Vinitaly em Verona, com muito mais brilho e shows, mas para comerciantes, sommeliers, produtores e consumidores em busca de novidades a Prowein continuam sendo a mais importante. Desta vez, a feira estabeleceu um recorde ao receber 3 mil expositores de 46 países. Expectativa de que safra 2007 foi boa

Apesar do excesso de chuva no verão europeu de 2007, muitos acreditam que tenha sido um ano excelente para os viticultores, pois o longo período de vegetação é mais importante do que dias quentes. O mês de abril teve temperaturas acima da média, favorecendo o florescimento antecipado, enquanto as chuvas de verão deram tempo ao amadurecimento das uvas. Ao final, isto significa maior quantidade e maior qualidade.

O vinho orgânico também é um tema importante da Prowein, embora na Alemanha a produção certificada seja de apenas 3% do total de vinhos fabricados no país e por isso lojas especializadas e supermercados ainda importam grandes quantidades de vinho orgânico da Itália e da França.

Leia mais