1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

América Latina

Venezuela deporta mais de mil colombianos

Caracas intensifica operação de combate ao contrabando na fronteira com a Colômbia, após tiroteio que deixou três militares feridos. Autoridades colombianas denunciam abusos na deportação.

default

Venezuela fechou as fronteira com a Colômbia por 72 horas

As forças de segurança da Venezuela deportaram nos últimos dias mais de mil colombianos que viviam ilegalmente no país, como parte de uma ofensiva de segurança ao longo da fronteira que aumentou a tensão entre os países.

O governador do estado venezuelano de Táchira, José Gregorio Vielma Mora, afirmou nesta segunda-feira (24/06) que 1.012 colombianos que viviam ilegalmente no país foram entregues às autoridades colombianas. Mora declarou que a medida é resultado de uma operação de repressão contra contrabandistas e quadrilhas criminosas que operam ao longo da fronteira.

No último sábado, o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, declarou "estado de exceção" em vários municípios fronteiriços com a Colômbia. O anúncio foi feito dois dias após Caracas fechar a fronteira com o país por 72 horas, depois que um tiroteio deixou feridos três militares venezuelanos que participavam de uma operação de combate ao contrabando.

Mais de 1,5 mil militares foram deslocados para a região. Nesta segunda-feira, o governo da Venezuela oficializou ainda o estado de emergência em cinco municípios que fazem fronteira com a Colômbia.

Caracas alegou que a medida é necessária, devido à presença de "circunstâncias criminosas e violentas" na região que "rompem o equilíbrio do direito internacional, a convivência pública cotidiana e a paz".

Deportação abusiva

Autoridades colombianas denunciaram abusos por parte da Venezuela nas deportações. Segundo funcionários de Migração da Colômbia crianças estão separadas de seus pais.

"Exigimos que a situação familiar seja analisada antes da aplicação dos métodos de deportação, para garantir a união de pais e filhos", declarou o Ministério colombiano das Relações Exteriores.

Mora negou os abusos e afirmou que os deportados estão sendo tratados com respeito. O número de deportados somente nos últimos dias passou da metade de colombianos expulsos da Venezuela em 2014, que fora de aproximadamente 1,8 mil.

Cerca de 5 milhões de colombianos vivem na Venezuela, muitos ilegalmente. Dezenas retornaram ao país de origem no final de semana. Na quarta-feira, os ministros do Exterior dos dois países se reunirão para tratar da crise.

A fronteira de cerca de 2,2 mil quilômetros entre Venezuela e Colômbia é frequentemente atravessada por grupos armados e contrabandistas.

CN/rtr/ap/lusa

Leia mais