1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

América Latina

Venezuela convoca representante nos EUA para consulta

Após Washington ter sancionado sete autoridades venezuelanas, alegando violação dos direitos humanos, Caracas responde chamando diplomata para consultas imediatas.

A Venezuela convocou nesta segunda-feira (09/03) o seu encarregado de negócios nos Estados Unidos, Maximilien Arveláiz, para consultas, após Washington ter ordenado sanções a sete autoridades venezuelanas, atuais ou antigas.

"Nós chamamos Maximilien Arveláiz, encarregado de relações nos Estados Unidos, para consultas imediatas", escreveu a ministra das Relações Exteriores venezuelanas, Delcy Rodríguez, em sua conta no Twitter.

As relações entre Caracas e Washington estão restritas a encargos empresariais desde 2010, época dos contínuos confrontos com o ex-presidente Hugo Chávez.

Mais cedo nesta segunda-feira, a Casa Branca havia anunciado que o presidente dos EUA, Barack Obama, ordenou a aplicação de sanções contra sete autoridades venezuelanas, sob a alegação de corrupção e de terem violado os direitos humanos de críticos do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

A tensão entre Caracas e Washington aumentou nos últimos dias. Maduro acusou os Estados Unidos de estarem por trás de um suposto golpe para derrubá-lo. Washington negou a acusação.

A crise na Venezuela começou em fevereiro, quando a oposição lançou protestos contra graves problemas econômicos, incluindo a alta inflação e a escassez de bens de consumo, crimes e opressão política. Nas manifestações, mais de 40 pessoas foram mortas, centenas ficaram feridas e milhares foram presas. Alguns dos detidos ainda permanecem na prisão, sem julgamento.

PV/afp/rtr/dpa

Leia mais