1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Valls destaca que Frente Nacional não foi a mais votada

Premiê minimiza terceiro lugar obtido pelo Partido Socialista nas eleições departamentais da França e pede a eleitores que votem contra a formação de Marine Le Pen no segundo turno.

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, destacou nesta segunda-feira (23/03) o que considerou uma derrota do partido ultradireitista Frente Nacional (FN) no primeiro turno das eleições departamentais da França. Ao mesmo tempo, Valls minimizou o amargo terceiro lugar alcançado por seu próprio Partido Socialista.

Em eleições realizadas neste domingo, a FN ficou em segundo lugar, com 25% dos votos, atrás do conservador União por um Movimento Popular (UMP), do ex-presidente Nicolas Sarcozy, e seus aliados, que chegaram na frente com 29%.

Os socialistas obtiveram apenas 21,5% no pleito, considerado uma prévia das eleições presidenciais, segundo resultados divulgados pelo Ministério do Interior. Extremamente impopular após sucessivos fracassos nas tentativas de alavancar a economia francesa, a sigla do presidente François Hollande perdeu todas as eleições desde 2012.

Em entrevista à radio RTL, Valls afirmou estar "satisfeito de alguma maneira" em ver que o apoio aos ultradireitistas não foi tão grande como se esperava. "Os partidos republicanos mantiveram seu espaço, e a extrema direita não é a maior formação política na França", observou.

Ele ainda conclamou todos os candidatos de esquerda, incluindo comunistas e ambientalistas, a se unirem aos socialistas no segundo turno, que será realizado no próximo domingo. "Vamos continuar lutando" contra a FN de Marine Le Pen, afirmou o primeiro-ministro.

Nos locais onde os esquerdistas foram eliminados – em aproximadamente um quarto dos locais onde haverá segundo turno – Valls pediu aos eleitores que votem em qualquer legenda que se oponha à Frente Nacional. Sarkozy orientou à abstenção em locais em que o UMP não estiver disputando o segundo turno.

Départementswahlen in Frankreich

Marine le Pen: "25% são uma vitória"

"Grande sucesso" da FN

Já Le Pen pediu a demissão de Manuel Valls, acusando-o de uma campanha "imunda e violenta" contra sua legenda. Nesta segunda-feira ela comemorou o desempenho de sua legenda no primeiro turno, que chamou de "grande sucesso". A FN liderou em 43 dos 101 départements do país.

"Eu havia dito que 20% seriam um bom resultado. Então, 25% são uma vitória", afirmou Le Pen ao canal de televisão BFMTV.

Os representantes nos 101 départements do país – divisões territoriais e eleitorais criadas em 1789, durante a Revolução Francesa – são escolhidos a cada seis anos. O PS de Hollande deve perder mais da metade dos 61 departamentos que atualmente administra.

Na eleição para o Parlamento Europeu do ano passado, a FN se consagrara como principal força política da França, obtendo 24,47% dos votos. Durante a atual campanha, a líder Le Pen deixou claro que, após o pleito regional do fim do ano, sua meta é "a tomada do Palácio do Eliseu". Pesquisas de intenção de voto apontam boas chances para a ultradireitista num segundo turno das eleições presidenciais de 2017.

MSB/afp/ap/rtr/dpa

Leia mais