1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Völler: "Um jogador como Rivaldo não deve se comportar assim"

Brasileiro é "homenageado" em programa alemão como melhor ator da copa. Para Beckenbauer, árbitro que apitou Brasil e Turquia deveria ser enviado "imediatamente para casa".

default

"Sempre há um cego em copas do mundo", disse Beckenbauer, referindo-se ao juiz sul-coreano

As cenas finais da vitória do Brasil sobre a Turquia (2x1) em sua estréia na Copa do Mundo, em Ulsan (Coréia do Sul), tornaram-se assunto obrigatório na Alemanha. O programa esportivo Ran, da emissora de tevê Sat-1, encerrou sua edição de segunda-feira com uma montagem de imagens destinando a Rivaldo o "Oscar de melhor ator" do mundial.

Nos últimos segundos do jogo, o zagueiro turco Ünsal chutou a bola em cima do brasileiro, que aguardava por ela ao lado da bandeira de córner, a fim de cobrar um escanteio. Apesar de a bola acertar Rivaldo na perna e sem tanta força, o atacante jogou-se no chão com as mãos no rosto e simulou fortes dores. Ünsal acabou sendo expulso de campo por sua atitude antiesportiva. O juiz sul-coreano Yung Joo Kim encerrou a partida em seguida.

"Não queremos cenas como esta"

Após rever o lance em vídeo, a Comissão Disciplinar da Fifa decidiu convocar Rivaldo para depor nesta quarta-feira. O brasileiro poderá ser punido com advertência ou suspensão, assim como multado. A partir desta Copa do Mundo, expulsões e simulações de ser vítima de falta na área representam multa de quase quatro mil reais para os jogadores.

"A vitória do Brasil foi merecida, mas o que o Rivaldo fez não está em ordem. Um jogador grandioso como ele não deve se comportar assim", criticou Rudi Völler, técnico da Seleção Alemã. "Não queremos ver cenas como esta numa Copa do Mundo", comentou Franz Beckenbauer, presidente do comitê organizador do mundial de 2006, na Alemanha.

O Kaiser do futebol alemão criticou também a atuação do árbitro Yung Joo Kim. Mais do que sua atitude no polêmico momento junto à bandeira de córner, o que irritou Beckenbauer foi a marcação do pênalti. "Não pode ser que um jogador seja agarrado dez metros antes da área e o juiz marque pênalti. Mas sempre há um cego em copas do mundo", alfinetou o ex-campeão mundial de 1974 e 1990.

A despeito de a partida ter se realizado na própria Coréia do Sul, Beckenbauer acha que o sul-coreano Kim "tinha de ser enviado imediatamente para casa".

Leia mais