1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Minha avó e a ditadura

Vó Anyango: Conheça a equipe

Sella Oneko, 30 anos, à direita, é de origem alemã e queniana e cresceu na África e na Europa. Estudou Etnologia e Política em Frankfurt e foi trabalhar com ajuda ao desenvolvimento no Malawi. Depois, estudou Jornalismo na Inglaterra e foi aceita para o trainee internacional da DW. Hoje trabalha na redação africana e com social media na emissora.

No projeto Minha avó e a ditadura, entrevistou sua vó queniana Anyango. “A casa nos pareceu uma espécie de tesouro empoeirado, cheio de documentos, cartas e fotos antigas. Quando meu avô estava na prisão, minha avó lhe escrevia regularmente.”

Yalda Zarbakhch, 32 anos, à esquerda, nasceu no Irã e emigrou para a Alemanha ainda bebê. Estudou Comunicação e Mídia em Colônia. Em 2010, cobriu o chamado movimento verde no Irã. Depois dos estudos, trabalhou na emissora alemã WDR e foi, então, trainee internacional da DW. Hoje trabalha como freelancer, sobretudo como repórter do programa de TV da DW Life Links, pelo qual viajou à Coreia do Sul, à Turquia e ao Brasil.

No projeto Minha avó e a ditadura, foi ao Quênia para entrevistar vó Anyango ao lado de Sella. “Conversamos com o pai e os tios de Sella sobre poligamia. A partir da minha concepção de casamento, fidelidade e relacionamento, foi difícil entender como isso pode funcionar.”