1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Vítimas de Djerba querem indenização da Tunísia

As vítimas alemãs do atentado de Djerba, na Tunísia, vão reivindicar indenizações milionárias do governo de Túnis.

default

O ministro alemão Otto Schily visitou a sinagoga Al Ghriba, local do atentado

Os advogados Elmar Giemulla e Gerhard Baum (ex-ministro alemão do Interior) representarão as vítimas e seus familiares num processo coletivo contra o governo tunisiano. Segundo eles, os turistas não foram protegidos como deveriam ter sido, em virtude da ameaça latente de atos de terrorismo. Antes de ser dada entrada ao processo, contudo, será feita uma tentativa de acordo amistoso com as autoridades de Túnis.

A perspectiva de êxito num eventual processo é posta em dúvida, no entanto, pela Sociedade Alemã de Direito dos Viajantes. Segundo o presidente da entidade, Ronald Schmid, o atentado não era previsível, pelo menos a julgar pelas informações até agora disponíveis. Schmid criticou o anúncio público da eventual abertura de processo de indenização, o que serviria apenas "para aumentar a insegurança de viajantes e suscitar expectativas pouco realistas nas vítimas e seus familiares".

Ministro alemão na Tunísia

Dez dias depois da explosão que matou 16 pessoas, entre elas 11 turistas alemães, o ministro alemão do Interior Otto Schily depositou uma coroa de flores diante da sinagoga Al Ghriba, em Djerba, onde ocorreu o atentado. Schily viajou à Tunísia para informar-se sobre os resultados das investigações policiais.

Na Alemanha, a polícia federal alemã (BKA) está encarregada de investigar todas as circunstâncias e de buscar os envolvidos no planejamento e execução do ato de terrorismo de Djerba. O chefe da BKA, Bernhard Falk, assim como o chefe da promotoria pública federal da Alemanha, Kay Nehm, participarão do encontro entre o ministro alemão e o presidente da Tunísia, Zine El Abidine Ben Ali, marcado para esta segunda-feira (22).

O ministro do Turismo da Tunísia, Mondher Zenaidi, avaliou a visita de Otto Schily como uma prova da excelente cooperação bilateral entre os dois países. Em entrevista a um jornal alemão, Zenaidi sugeriu a criação de uma aliança internacional de defesa do turismo. Segundo ele, "uma aliança pelo turismo também significa uma aliança contra o terrorismo".

Leia mais