1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Vídeo mostra suspeito de ter plantado bombas em Boston

Dois dias após atentado, polícia teria identificado, a partir da análise de imagens das câmeras de segurança, possível autor do ataque. Tensão é reforçada com interceptação de carta envenenada enderaçada a Obama.

Investigadores teriam identificado nesta quarta-feira (17/04) um possível suspeito de ter realizado o duplo atentado na Maratona de Boston, que deixou três mortos e mais de 180 feridos na segunda-feira. A identificação, segundo fontes ouvidas pela imprensa local, foi feita a partir de câmeras de segurança posicionadas nos arredores dos locais do ataque.

Uma das imagens, feitas a partir de uma câmera de uma loja de departamentos, mostraria um homem carregando uma grande mochila e depois a deixando perto do local de uma das duas explosões. Apesar dos relatos da imprensa americana, tanto o FBI quanto a polícia de Boston negaram que qualquer detenção tenha sido feita.

A revelação chega num momento de renovada tensão nos EUA. Nesta quarta-feira, o serviço secreto divulgou que uma carta endereçada ao presidente Barack Obama contendo uma substância "suspeita" foi interceptada numa unidade de triagem do lado de fora da Casa Branca.

Os primeiros testes apontam para a presença de ricina, um alcaloide de ação mortal. A mesma substância tóxica fora detectada na véspera em correspondência ao senador republicano Roger Wicker. Segundo Edwin Donovan, porta-voz do serviço secreto, a agência que protege o chefe de Estado e sua família está em cooperação estreita com a polícia do Capitólio e o FBI para identificar a origem da carta.

USA Anschlag Boston Marathon Explosion Trauer

Homenagem às vítimas do atentado

O episódio fez lembrar a misteriosa série de cartas infectadas com a bactéria do antraz, enviadas a deputados e alguns jornalistas dos Estados Unidos após os atentados de 11 de setembro de 2001. Cinco pessoas morreram e 17 outras adoeceram em consequência dos ataques biológicos.

Investigação em nível mundial

Novas imagens da área da dupla explosão em Boston, divulgadas pelo FBI, mostram o que parece ser uma panela de pressão amassada e uma sacola preta. Richard DesLauriers, agente do departamento de investigação em Boston, declarou que as panelas de pressão que se deduz terem sido usadas como receptáculo para o material explosivo estão sendo reconstituídas por peritos a partir dos fragmentos encontrados. Esferas de metal e pregos também foram recolhidos no local.

Só em Boston, mais de mil policiais estão se ocupando do caso. "Esta será uma investigação de âmbito mundial. Iremos até o fim do mundo para identificar o elemento ou elementos responsáveis por esse crime desprezível", disse DesLauriers.

O ato terrorista ocorreu durante a Maratona de Boston, pouco antes das 15h00 (hora local) da segunda-feira. As duas explosões se deram a uma distância de 45 a 91 metros, uma da outra, perto da linha de chegada da corrida, no lado norte da Bolyston Street.

O tradicional evento esportivo atrai anualmente cerca de 20 mil corredores e meio milhão de espectadores à capital do estado de Massachusetts. Ele coincide com o chamado Dia dos Patriotas, feriado estadual em que se comemoram as primeiras batalhas da Guerra de Independência dos EUA (1775-1783).

Homenagem às vítimas

O presidente Barack Obama anunciou que na quinta-feira assistirá ao culto em homenagem aos mortos e feridos no atentado. As vítimas foram identificadas como Martin Richard, de 8 anos de idade, e Krystle Campbell, de 29 anos, gerente de um restaurante em Massachusetts. Segundo a agência de notícias estatal da China Xinhua, a terceira vítima era uma cidadã chinesa, possivelmente estudante de graduação da Universidade de Boston.

Nesta terça-feira, mais de mil pessoas participaram de uma vigília por Martin Richard, perto da casa de sua família, no subúrbio de Boston. Centenas também estiveram presentes a uma outra vigília, no centro da cidade, assim como a um culto religioso próximo ao palco dos atentados.

USA Anschlag Boston Marathon Ermittlungen

Resto do que acredita-se ser a bomba caseira usada no ataque.

As detonações também feriram 183 pessoas, das quais 17 se encontram em estado grave. Dezenas ainda estão sendo atendidas nos hospitais da capital estadual. Consta que os médicos já tiveram que realizar pelo menos 13 amputações.

Apelo a fotógrafos amadores

No contexto das investigações, o FBI e as demais agências de investigações apelam ao público para que divulguem suas fotografias e vídeos das explosões e da corrida, a fim de que as autoridades possam formar uma melhor ideia das ocorrências.

"Essa foi provavelmente na segunda-feira uma das áreas do país mais fotografadas", enfatizou o comissário de polícia de Boston, Ed Davis. Ele acrescentou que o atentado deixou a polícia da cidade "com a mais complexa cena de crime" com que já teve que lidar na história do departamento.

Numa coletiva de imprensa, realizada na terça-feira na cidade atingida, as autoridades responsáveis asseguraram que no momento não há qualquer ameaça à segurança pública. Segundo o governador de Massachusetts, Deval Patrick, "nenhum dispositivo não detonado foi encontrado". Outros volumes suspeitos foram examinados, mas constatou-se serem inofensivos.

AV/afp/rtr/ap

Leia mais