1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Uruguai e Nigéria fazem duelo que pode selar classificação

Após derrota na estreia contra a Espanha, seleção uruguaia deve ter mudanças para partida-chave contra os nigerianos, que passaram com folgas pelo Taiti e, se vencerem, se garantem na semifinal do torneio.

Quando os grupos da Copa das Confederações foram sorteados, ficou bastante claro para Nigéria e Uruguai que o confronto entre as duas seleções seria a primeira final da competição. Independentemente dos resultados da primeira e da última rodada, sabia-se que o vencedor do jogo desta quinta-feira (20/06), na Fonte Nova, em Salvador, daria um grande passo para confirmar a segunda posição no grupo B.

Depois de ser dominada pela Espanha, principalmente no primeiro tempo, o treinador da seleção uruguaia, Óscar Tabárez, deve fazer mudanças na equipe. Precisando do resultado positivo para não depender de uma supergoleada sobre o Taiti na última rodada, a Celeste chegou a treinar uma formação com uma linha de três zagueiros. Mesmo assim, a previsão é de que o Uruguai vá a campo no esquema 4-4-2, mas com três alterações em relação ao jogo anterior.

Nos lugares de Walter Gargano, Cristian Rodríguez e Gastón Ramírez, deve começar a partida o ex-botafoguense Arévalo Rios, Álvaro González e o meia-atacante do Internacional Diego Forlán. Para o craque uruguaio, eleito melhor jogador da Copa do Mundo de 2010, a partida frente ao campeão africano será dura. Ele acredita que a Nigéria leva pequena vantagem.

"Nós sabemos que contra a Nigéria é uma partida-chave e que o sorteio dos jogos foi melhor pra eles do que pra nós. Se empatarmos o jogo, não teremos mais o controle da classificação em nossas mãos. Precisamos impedir que isto [o empate] aconteça", afirmou Forlán.

Confed Cup 2013 Nigeria Tahiti

O atacante Nnamdi Oduamadi chuta para marcar um de seus três gols contra o Taiti, na estreia no torneio

O curioso é que o meia do Inter pode ajudar o seu companheiro de ataque Luíz Suárez a ultrapassá-lo como maior goleador da história da seleção do Uruguai. Com o gol de falta contra a Espanha, Suárez empatou com Forlán no topo da lista: ambos já marcaram 33 gols pela Celeste.

Depois de atravessar algumas divergências nos bastidores sobre o pagamento de prêmios nas eliminatórias, a Nigéria obteve uma vitória categórica contra o frágil Taiti. Porém, os nigerianos demonstraram algumas fraquezas e, para muitos, certa displicência na partida. O sistema defensivo esteve sujeito a ímpetos ofensivos dos taitianos e alcançou a proeza de sofrer um gol. Muito se deve aos desfalques, principalmente no setor defensivo do meio-campo, mas também à falta de concentração em alguns momentos.

Por outro lado, vale lembrar que a Nigéria detém a segunda maior invencibilidade no futebol mundial, ficando atrás apenas da Espanha, seu adversário no próximo domingo (23/06). São 18 partidas sem derrota, contra 23 da Fúria. É a melhor sequência da história do campeão africano – a última derrota foi justamente contra um sul-americano, 1 a 0, em amistoso contra o Peru em Lima.

Prováveis escalações

Nigéria: Vincent Enyeama; Kenneth Omeruo, Efe Ambrose, Godfrey Oboabona e Uwa Elderson Echiéjilé; Fedor Ogude, John Obi Mikel, Sunday Mba e Ahmed Musa; Nnamdi Oduamadi e Anthony Ujah (Ideye Brown). Técnico: Stephen Keshi.

Uruguai: Fernando Muslera; Maximiliano Pereira, Diego Lugano, Diego Godín, Martín Cáceres; Egidio Arévalos Rios, Diego Pérez e Álvaro González; Diego Forlán, Luis Suárez e Edinson Cavani.Técnico: Óscar Tabárez.

Local

Arena Fonte Nova – Salvador

Árbitro

Björn Kuipers (Holanda), auxiliado por seus compatriotas Sander van Roekel e Erwin Zeinstra

Destaques

Nnamdi Oduamadi: Aqueles que até a Copa das Confederações não sabiam quem é Oduamadi passaram a conhecê-lo depois da goleada por 6 a 1 contra o Taiti. Autor de três gols, o jovem atacante de 22 anos chama a atenção pela velocidade e a movimentação, sempre caíndo pelas beiradas do campo. Oudamadi atualmente joga pelo Varese, equipe da segunda divisão do futebol italiano, mas seu passe pertence ao Milan. Se continuar repetindo a boa atuação da estreia contra o Taiti, pode encontrar um espaço no elenco do Milan.

Fußball WM 2010 Ghana Uruguay

O meia do Internacional Diego Forlán, uma das esperanças do Uruguai para dar mais poder de criação ao time

Diego Forlán: eleito melhor jogador da última Copa do Mundo, ele ainda não reencontrou o bom futebol apresentado no mundial de 2010. Mas para a decisão contra a Nigéria, a experiência, a visão de jogo e o ótimo posicionamento em campo poderão ser de grande ajuda. Por isso, o técnico Óscar Tabárez deve optar por escalar Forlán como titular. Atuando entre os atacantes e os meias, Forlán faz um falso 4-3-3, que na hora da marcação vira um 4-4-2 menos agressivo, mas com mais opções de saída de jogo.

Retrospecto

Será o primeiro confronto entre as seleções de Nigéria e Uruguai.

Último confronto

O único confronto entre os dois países em qualquer modalidade futebolística foi na Copa do Mundo de futebol de areia, no Rio de Janeiro, em 2007. Na ocasião, vitória uruguaia por 3 a 1.

Curiosidade

A seleção uruguaia viajou para o Brasil com apenas três jogadores que atuam no futebol local. São eles: Juan Castillo, goleiro reserva e que atua pelo Danubio, e os defensores reservas Matías Aguirregaray e Andrés Scotti, ambos do Nacional. O Uruguai é a seleção participante da Copa das Confederações com o menor número de convocados da própria liga nacional. Dos jogadores que atuaram contra a Espanha, todos defendem clubes estrangeiros.