1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Ursos de Berlim fazem sucesso em Copacabana

O novo cartão-postal do Rio de Janeiro vem da Alemanha. São os "United Buddy Bears", 145 estátuas coloridas, cada uma de um país. Na orla da praia, os ursos atraem milhares de turistas durante a Copa do Mundo.

Enquanto a festa rola solta na Fifa Fan Fest em Copacabana, 145 ursos coloridos chamam a atenção não muito longe dali, na orla da praia. "Não temos dinheiro para viajar para fora do Brasil, mas com os ursos podemos aprender um pouco sobre cada país", diz a estudante Gabriela Logo, que visita a exposição dos "United Buddy Bears" (Ursos camaradas unidos). Assim como a maioria dos turistas, ela não sabia que as 145 estátuas vinham da Alemanha.

Copacabana é apenas uma das paradas dos ursos berlinenses, que já passaram por Varsóvia, Buenos Aires, Viena, Sydney e São Petersburgo. O projeto, idealizado pelo casal Eva e Klaus Herlitz, tem como objetivo mais tolerância entre os povos. Cada urso representa um país e foi decorado por um artista nativo.

Os dois exemplares dourados chamam a atenção. Eles representam as regras de ouro da coexistência humana e da compreensão internacional. Todo mundo quer ser fotografado sob o coração que interliga as duas estátuas, e, para isso, formam-se longas filas.

Buddy-Bären Copacabana Rio de Janeiro

Antes de Copacabana, estátuas já passaram por cidades como Sydney e Buenos Aires

Regras da Fifa

O cônsul da Alemanha no Rio de Janeiro, Harald Klein, está satisfeito com a atenção atraída pelos ursos, depois de ter lutado por eles. Por pouco a exposição não foi cancelada antes mesmo de sua abertura. Isso porque a Fifa proíbe anúncios de outras empresas que não sejam patrocinadoras oficiais da Copa do Mundo nas áreas próximas aos estádios e às Fan Fests.

"Os contratos com a Fifa estipulam que, num raio de um quilômetro ao redor dos locais da Copa, não podem aparecer outros patrocinadores", explica ministro do Itamaraty Laudemar Aguiar, coordenador de relações internacionais do Rio de Janeiro. E como os ursos são patrocinados por diversas empresas alemãs, como a Lufthansa e a Mercedes Benz, a Fifa também não os queria por perto.

Apenas na última hora as partes envolvidas concordaram com o local da exposição, no final da praia de Copacabana, a 1,2 quilômetro da Fan Fest da Fifa. O local é privilegiado, já que o bairro é uma espécie de oásis em meio às multidões da Copa.

Panorama Bären am Strand von Leme Copacabana Rio de Janeiro

Mais de 1milhão já visitaram a exposição à beira-mar

Mais atenção

Originalmente, os Buddy Bears deveriam permanecer na orla de Copacabana de abril ao fim de maio, coroando o encerramento do ano Alemanha + Brasil, aberto em maio de 2013.

No entanto, Klein queria usar a Copa do Mundo como oportunidade de atrair maior atenção aos ursos. "Durante a Copa, o Rio não está apenas no foco nacional, mas também no internacional, o que significa que mais visitantes poderiam ver a exposição. Não apenas brasileiros, mas também os turistas que vêm para o Mundial", afirma o cônsul.

Depois dos problemas burocráticos, Klein deixa dois conselhos para todas as cidades que desejem receber os ursos no futuro. A primeira lição: "Deve-se começar a organização com bastante antecedência. Há muitos detalhes a serem considerados, que talvez sejam subestimados."

Lição número dois: "Eu resolveria logo no início a questão do local da exposição com as autoridades do país e, se possível, registraria tudo por escrito, para que não haja surpresas de última hora."

Mais de 1 milhão de pessoas já visitaram a exposição. Paralelamente, eventos como workshops e competições acontecem ao redor dos ursos. Laudemar Aguiar comemora os resultados. As estátuas coloridas permanecerão em Copacabana até 20 de julho, quando iniciam a viagem de volta a Berlim. Oito contêineres foram preparados para transportar os ursos e garantir que cheguem sãos e salvos ao outro lado do Atlântico.

Leia mais