1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Jogos Olímpicos

Unidos pelos laços de família e do esporte

Entre os 453 atletas que integram a delegação alemã nos Jogos Olímpicos de Atenas, quatro pares são irmãos. Motivo de orgulho para seus familiares, estes desportistas têm histórias bem diferentes.

default

Delegação alemã

Conseguir participar de uma competição olímpica é, sem dúvida, motivo de orgulho para qualquer atleta. Imaginem quando este privilégio vem em dose dupla. A família comemora, os amigos acham o máximo e o público, claro, considera o fato no mínimo curioso. Dos 453 atletas que estão em Atenas, quatro pares são irmãos. Conheça a história de cada um deles.

Lado e Manuel Fumic

Filhos de pais croatas, Lado e Manuel Fumic nasceram na Alemanha. Os ciclistas são especialistas em mountain bike, uma modalidade incluída nos Jogos Olímpicos a partir de 1996. Também conhecido como ciclismo de montanha, este esporte exige concentração e habilidade para transpor de bicicleta trilhas íngremes e de difícil acesso sem deixar que o adversário consiga fazer ultrapassagens.

Manuel Fumic

Manuel Fumic quer ajudar o irmão na conquista de uma medalha em Atenas

Este espírito competitivo, entretanto, não se aplica aos irmãos. Eles praticamente estarão competindo como uma dupla. Manuel, de 23 anos, já anunciou que vai dar toda a cobertura durante a prova para que seu irmão mais velho consiga ganhar medalha de ouro.

A estratégia foi cuidadosamente planejada. Lado, de 28 anos, que ficou em quinto lugar em Sydney e em terceiro no Campeonato Europeu, tem a preferência para conseguir uma medalha agora. Manuel, destaque no Campeonato Mundial na categoria sub 23, coleciona uma série de vitórias e vislumbra uma bela carreira pela frente. Para ele, o ouro está planejado para as próximas Olimpíadas, em Pequim. Então, não custa nada dar uma força para o irmão.

Gabi e Birgit Rockmeier

4x400m Staffel der Frauen holt Gold in München

Birgit Rockmeier (esq) com sua equipe em 2002, Florence Ekpo-Umoh, Claudia Marx and Grit Breuer.

As gêmeas Gabi e Birgit Rockmeier, 30 anos, estarão disputando a prova de revezamento 4x100 metros nestas Olimpíadas com o título de campeãs mundiais na categoria. Na verdade, a equipe alemã formada por 4 atletas, as gêmeas e mais duas outras velocistas, ficou em segundo lugar, atrás dos Estados Unidos, no Campeonato Mundial.

Porém, a comprovação de doping envolvendo a americana Kelli White em 2001 mudou o que parecia irreversível. Depois de uma longa disputa jurídica, Kelli acabou tendo que abdicar de todos os títulos, inclusive os ganhos em equipe. Desta forma, as gêmeas se tornaram campeãs.

Mesmo não sendo consideradas favoritas em Atenas, Gabi e Birgit já anunciaram que vão correr atrás de medalhas. Se isto acontecer, a vitória será duplamente especial já que elas fazem parte da mesma equipe.

Andreas e Anja Dittmer

Enquanto Andreas Dittmer, 32 anos, curte canoagem sua irmã Anja, 28 anos, pratica Triathlon. Os dois são cotados como fortes candidatos para conquistar medalhas nestas Olimpíadas. Pena que um não poderá acompanhar as provas do outro, por causa dos horários dos treinos e disputas.

O remador Andreas já ganhou medalha de ouro em Sydney na prova de velocidade C1 1000. Imbatível, ele detém o título de campeão mundial e europeu nesta categoria há quatro anos.

Anja, por sua vez, terá que nadar 1 quilômetro e meio, pedalar outros 40 e ainda correr mais 10 quilômetros com um desempenho acima de seus adversários para realizar o sonho de levar uma medalha para casa. Sua carreira não é tão brilhante quanto a do irmão. Em Sydney, ocupou a 18ª posição. Mas ela é persistente. A vitória no Campeonato Mundial de Triathlon, há cinco semanas, lhe deu esperanças de vitória em Atenas.

Christoph e Markus Dieckmann

Os gêmeos Christoph e Markus Dieckmann, 28 anos, são filhos de pais ilustres. A mãe é prefeita de Bonn, ex-capital alemã, e o pai exerce o cargo de secretário de Finanças do Estado da Renânia do Norte-Vestfália. Os dois são aficcionados por vôlei de praia e levam o esporte a sério. Até o ano de 2000, eram inseparáveis. Mas, ao perderem a chance de uma qualificação para as Olimpíadas de Atenas, decidiram buscar novos parceiros.

Der deutsche Beach-Volleyballspieler Markus Dieckmann in Aktion. Beachvolleyball

Markus Dieckmann em ação.

Markus, quatro minutos mais velho, faz dupla há quatro anos com Jonas Reckermann. Ambos acumulam diversos títulos e vitórias. Christoph, quatro minutos mais jovem mas nove centímetros mais alto do que Markus, joga agora com Andreas Scheurpflug. Embora não seja tão bem sucedido quanto o irmão, ele também conseguiu a classificação para Atenas.

Os gêmeos quase nunca se enfrentam na quadra mas, quando isto acontece, é Christoph quem consegue dominar o irmão. Em 2003, por exemplo, a dupla Christoph-Andreas derrotou os adversários Markus-Jonas, ficando com o título de campeão alemão de vôlei de praia.

Outra curiosidade: embora suas irmãs, Susanne e Barbara, não tenham seguido a carreira esportiva, todos têm algo em comum. Elas, assim como eles, também são gêmeas.

Leia mais