1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

União Europeia aprova envio de instrutores militares ao Mali

Missão prevê o envio de 450 soldados, dos quais 200 são instrutores que irão treinar batalhões do Exército do Mali. Duração prevista é de 15 meses.

Os ministros do Exterior da União Europeia (UE) aprovaram nesta quinta-feira (17/01) a criação de uma missão militar para treinar o Exército do Mali e concordaram em acelerar o seu envio, que poderá acontecer a partir de meados de fevereiro.

A decisão, que foi tomada durante uma reunião extraordinária em Bruxelas, prevê o envio de 450 soldados, incluindo 200 instrutores. Eles irão treinar batalhões do Exército maliano para que possam fazer frente à aliança de grupos terroristas que controlam o norte do país. Os demais militares trabalharão na segurança da missão, além de oferecer apoio.

Os ministros acertaram ainda nomear o general francês François Lecointre como comandante da missão, que tem uma duração prevista de 15 meses e um custo estimado de 12,3 milhões de euros, além dos custos que terão os países que participarem da missão.

Espanha, França, Alemanha, Itália, Suécia, Estônia, Eslovênia, Bélgica e Portugal já manifestaram vontade de participar da missão.

O ministro do Exterior do Mali, Tieman Hubert Coulibaly, saudou a decisão. Ele acompanhou a reunião em Bruxelas.

AS/lusa/afp
Revisão: Luisa Frey

Leia mais