1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

União Européia vai bloquear importação de alimentos chineses

A União Européia vai proibir a importação de diversos alimentos da China. Da lista fazem parte camarões, mel, além de carne de coelho e de aves.

default

Os camarões encabeçam a lista de embargo de produtos chineses, preparada pela UE

O comissário de Proteção ao Consumidor da União Européia, David Byrne, anunciou em Bruxelas a decisão de proibir a importação dos gêneros alimentícios chineses, atendendo a uma recomendação da Comissão de Veterinária da UE.

Nas últimas semanas, foram registrados vários escândalos decorrentes da importação de produtos contaminados com substâncias de uso proibido na Europa. Parte dos produtos chegou mesmo a ser vendida aos consumidores em diversos países europeus. Outra parte foi empregada na produção de ração para animais.

Camarões contaminados

A recomendação de bloqueio das importações foi feita agora pela Comissão de Veterinária depois que especialistas da UE fizeram, em novembro do ano passado, uma visita de inspeção às empresas chinesas e constataram grandes falhas no controle de qualidade e de higiene.

Além disso, foram apreendidas na Holanda recentemente cerca de 27 toneladas de camarões chineses contaminados com cloranfenicol. Uma parte desse carregamento chegou a ser enviada clandestinamente para a Alemanha, para ser empregada na produção de ração para animais.

A proibição dos produtos chineses terá ainda de ser aprovada pelos países membros da União Européia para que possa entrar em vigor. A aprovação é tida, contudo, como certa, sendo apenas um ato formal. Segundo um porta-voz da UE, os detalhes sobre a contaminação dos alimentos chineses só poderão ser divulgados depois que a decisão da UE entrar em vigor.

Leia mais