1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

União Européia suspende importações de carne bovina do Brasil

Decisão é anunciada após autoridades brasileiras apresentarem lista com 2,6 mil fazendas certificadas para vender carne à União Européia. Europeus esperavam no máximo 300 propriedades.

default

Produção de carne bovina no Brasil, o maior exportador mundial do produto

A União Européia (UE) suspendeu por tempo indeterminado a partir desta quinta-feira (31/01) as importações de carne bovina do Brasil. A decisão foi anunciada nesta quarta-feira pelo comissário de Saúde da UE, Markos Kyprianou. "Neste momento não há fazendas autorizadas a exportar para a União Européia", afirmou.

A decisão foi tomada após o Ministério brasileiro da Agricultura apresentar à Comissão Européia uma lista com mais de 2,6 mil fazendas que estariam de acordo com os critérios necessários para a exportação de carne à UE. Os europeus esperavam uma relação de no máximo 300 fazendas.

"Prevíamos que cerca de 300 fazendas teriam permissão para exportar para a UE com base em inspeções anteriores e informações fornecidas pelos brasileiros", disse Kyprianou à agência de notícias Reuters. "Mas os brasileiros vieram com uma lista maior, o que obviamente significa que precisamos de mais tempo", acrescentou.

A Associação de Fazendeiros da Irlanda saudou a proibição. Segundo o presidente da associação, Padraig Walshe, a decisão é o resultado de dois anos de uma campanha que apontou as falhas do Brasil em atender aos padrões da UE.

Novas restrições

Em dezembro passado, a Comissão Européia havia anunciado que tornaria mais rígidas as restrições à importação de carne brasileira, dando prazo até 31 de janeiro deste ano para que as autoridades brasileiras apresentassem uma lista de fazendas que obedecessem aos novos critérios.

O anúncio veio após uma missão de especialistas europeus ter constatado, em novembro, "deficiências sérias e reiteradas" no controle sanitário brasileiro. "Apesar de uma série de advertências da Comissão, as autoridades brasileiras deixaram de tomar as medidas apropriadas para corrigir essas falhas e cumprir plenamente as exigências da UE", declarou à época um porta-voz do órgão executivo do bloco.

Desde então, a UE exige que, antes da exportação, os animais permaneçam ao menos 40 dias numa fazenda certificada pelos europeus. Caso esse gado venha de uma região não autorizada são necessários mais 90 dias.

O Brasil é o maior exportador de carne bovina do mundo. Segundo a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec), o país vendeu 2,5 milhões de toneladas em 2007, com receita de 4,5 bilhões de dólares. O Brasil exporta 27% de sua produção. Deste total, cerca de 20% têm como destino a União Européia. (as)

Leia mais