1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

União Européia envia cinco milhões de euros ao Congo

População de Goma, cidade afetada pela erupção do vulcão Nyiragongo, corre risco de epidemia e de desnutrição.

default

Explosão causada por saqueadores de um posto de gasolina em Goma

A Comissão Européia vai enviar cinco milhões de euros à região do leste da República Democrática do Congo, afetada pela erupção do vulcão Nyiragongo. A ajuda financeira será remetida à ONU, à Cruz Vermelha e a outras organizações humanitárias no país, para providenciar medicamentos, mantimentos, cobertores, toldos e instalações de tratamento de água aos cerca de meio milhão de congoleses desalojados.

Logo no dia seguinte à erupção do vulcão, na última quinta-feira (17), quatro especialistas do Serviço de Ajuda Humanitária da União Européia estiveram na cidade de Goma. A região já vem recebendo ajuda social da comunidade, sendo que, para este ano, 32 milhões de euros já estavam programados para o financiamento de projetos sociais no Congo. No ano passado, foram disponibilizados 35 milhões de euros.

Medo de saques é maior do que de morte

Apesar dos alertas da ONU, dez mil pessoas retornaram à cidade devastada pelo vulcão. Segundo representantes da organização, a cidade de Goma continua apresentando riscos à população. A porta-voz da ONU, Laura Melo, anunciou que "as pessoas não deveriam, de forma alguma, retornar à região."

Karl Ginter, representante da organização humanitária Ação Agrária Alemã, anunciou, nesta segunda-feira (21) em Bonn, que "o medo de saques na região é maior do que de novos tremores de terra." Apesar do risco de outras erupções, não há alimentos, nem água potável na cidade.

O risco de uma epidemia de cólera na região também é grande, pois as pessoas passaram a tomar água do contaminado Lago Kivu. Além disso, as lavas do vulcão atingiram o lago, espalhando grandes quantidades de metano e dióxido de carbono.

Diante do caos no leste do Congo, cerca de 60 pessoas que saquearam um posto de gasolina em Goma nesta segunda-feira, acabaram provocando uma explosão. Estima-se que pelo menos 30 pessoas morreram.

Novos tremores ameaçam o leste congolês

Desde a erupção do Nyiragongo, sucessivos tremores de terra têm atingido a região. Nesta madrugada, houve nova erupção e os abalos foram ainda maiores, podendo ser percebidos até na região central do vizinho Ruanda. A maior parte dos moradores que retornaram à cidade passaram a noite a céu aberto, longe de suas casas.

O vulcão estava adormecido há 25 anos, apresentando apenas pequenos tremores. Segundo o especialista ruandês em vulcanismo Dieudonne Wafula, "o perigo de uma nova erupção ainda não pode ser descartado, porém não há nenhum indício de que isto volte a ocorrer nos próximos dias".

Leia mais