1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

União Européia decide sanções contra o Zimbábue

Os ministros de Relações Exteriores da União Européia decidiram adotar sanções contra o presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, e outros 19 altos funcionários do governo do país africano. Na reunião desta segunda-feira (18), em Bruxelas, os ministros europeus decidiram, além disto, retirar todos os observadores já enviados para acompanhar os preparativos das eleições presidenciais em Zimbábue, que serão realizadas nos dias 9 e 10 de março próximo.

As sanções contra Mugabe e o governo de Harare foram decididas depois da expulsão do diplomata sueco Pierre Schori, que chefiava a missão dos observadores da UE. Schori fizera um relatório sobre maciças intimidações dos eleitores por parte dos correligionários de Robert Mugabe, além de outras graves irregularidades nos preparativos das eleições. Em conseqüência disto, o diplomata europeu foi expulso de Zimbábue, sob a acusação de "arrogância política".