1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

União Européia ameaça Irã com represálias

Ministros do Exterior da União Européia acusam Teerã de violação do direito internacional, alegando que soldados britânicos presos estavam patrulhando águas iraquianas.

default

Teerã acusa soldados de invasão territorial

A União Européia ameaçou o Irã com "medidas adequadas", caso Teerã não liberte imediata e incondicionalmente os 15 soldados britânicos presos em 23 de março passado. Numa declaração divulgada em Bremen, na Alemanha, os ministros do Exterior da UE reiteram sua solidariedade com o Reino Unido. Segundo a declaração dos ministros europeus, tudo indicaria que os soldados da Marinha britânica estavam fazendo uma patrulha de rotina em águas iraquianas, conforme permite o direito das Nações Unidas. Sendo assim, a prisão representaria uma evidente violação do direito público internacional.

Possível ação judicial contra soldados

O chefe de política externa da União Européia, Javier Solana, não quis explicar o que entende por "medidas adequadas". Ele já entrou em contato com as autoridades iranianas, a fim de ressaltar que o conflito não representa apenas uma questão bilateral entre o Reino Unido e o Irã.

O governo britânica já respondeu uma nota diplomática na qual o governo em Teerã acusa os 14 homens e uma mulher de invasão de águas territoriais. As autoridades iranianas cogitam uma ação judicial contra os 15 cidadãos britânicos, segundo anunciou a embaixada iraniana em Moscou.

O governo alemão, atualmente na presidência da UE e do G8, alertou Teerã contra a escalada do conflito. "Os soldados devem ser libertados e autorizados a conversar com diplomatas britânicos. O governo em Teerã está enganado, se estiver acreditando que esta ação é uma demonstração de força. O Irã deve agir de forma responsável, em vez de fazer provocações", declarou o ministro alemão do Exterior, Frank-Walter Steinmeier. A premiê alemã, Angela Merkel, se mostrou satisfeita com a reação dos ministros do Exterior da UE. O conflito em torno da política nuclear de Teerã é um dos principais temas do encontro ministerial deste fim de semana, em Bremen.

Leia mais