Unesco eleva Pampulha a Patrimônio da Humanidade | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 17.07.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Unesco eleva Pampulha a Patrimônio da Humanidade

Projetado por Oscar Niemeyer no inicio da década de 1940, o Conjunto Arquitetônico da Pampulha, em Belo Horizonte, é elevado a Patrimônio Mundial da Humanidade por comitê da Unesco reunido em Istambul.

Imagem das colunas da Casa do Baile, na Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte

Imagem das colunas da Casa do Baile, na Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte

Esta notícia deve agradar aos entusiastas da obra do grande mestre Oscar Niemeyer (1907-2012). Neste domingo (17/07), o Comitê de Patrimônio da Humanidade da Unesco, reunido em Istambul desde o última dia 10, adicionou o Conjunto Arquitetônico da Pampulha, construído por Niemeyer em Belo Horizonte em 1943, à lista de Patrimônios da Humanidade.

O Conjunto da Pampulha se torna, assim, o 20° Patrimônio Mundial da Humanidade tombado pela Unesco no Brasil e o segundo relacionado a Oscar Niemeyer, já que os edifícios do Plano Piloto de Brasília também fazem parte da lista da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura.

Além do projeto urbanístico em torno da Lagoa da Pampulha na capital mineira, a Unesco também incluiu neste domingo a obra do arquiteto franco-suíço Le Corbusier (1887-1965) na lista de Patrimônios. A candidatura de Le Corbusier havia sido apresentada Argentina, Bélgica, França, Alemanha, Suíça, Índia e Japão.

A maioria dos 17 edifícios recolhidos pela candidatura de Le Corbusier está na França e Suíça, mas também figuram a casa Curutchet na cidade argentina de La Plata, o Museu Nacional de Tóquio, o complexo do Capitólio em Chandigarh na Índia, como também duas residências do conjunto habitacional Weißenhof, projetadas em 1927 por Le Corbusier em Stuttgart.

Parábolas na Bíblia e na Igreja de São Francisco: Niemeyer foi pós-moderno antes de seu tempo

Parábolas na Bíblia e na Igreja de São Francisco: Niemeyer foi pós-moderno antes de seu tempo

Além disso, a Unesco colocou em sua lista os estaleiros britânicos da ilha caribenha de Antígua, construídos em 1720, e o Parque Nacional de Khangchendzonga no norte de Índia, na encosta do monte Kanchenjunga entre Nepal e Butão.

Na sexta-feira pela tarde já tinham sido aceitos os dólmenes de Antequera na província espanhola de Málaga, o complexo da cidade armênia medieval de Ani no extremo nordeste da Turquia, o conjunto histórico de Filipi no nordeste da Grécia e, de última hora, o complexo das Cavernas de Gorham na colônia de Gibraltar, apresentado pelo Reino Unido.

Niemeyer e Pampulha

Oscar Niemeyer considerava Pampulha – um complexo de lazer em torno de um lago artificial envolvendo cassino, casa de baile, a Igreja de São Francisco, um iate clube e a residência de JK – como o início de sua arquitetura, cujos princípios ele sempre seguiu. O então prefeito de Belo Horizonte, Juscelino Kubitschek, que mais tarde construiria Brasília na condição de presidente, deu carta branca ao arquiteto.

Capela de Ronchamp, por Le Corbusier: para Niemeyer, uma influência de Pampulha

Capela de Ronchamp, por Le Corbusier: para Niemeyer, uma influência de Pampulha

Pampulha foi um protesto contra o racionalismo, foi ali que Niemeyer desprezou "deliberadamente o ângulo reto tão louvado e a arquitetura racionalista feita de régua e esquadro, para penetrar nesse mundo de curvas e retas que o concreto oferece", escreveu mais tarde o arquiteto brasileiro.

O reconhecimento, no mesmo dia, do projeto de Oscar Niemeyer e da obra de Le Corbusier como Patrimônios da Humanidade pela Unesco também traz outra curiosidade.

Se foi Le Corbusier quem inspirou inicialmente os arquitetos modernistas brasileiros, depois de Pampulha, ele passou a ser influenciado pela arquitetura de Niemeyer, como o próprio arquiteto brasileiro viria a afirmar mais tarde ao comentar a influência de Pampulha sobre a Capela de Ronchamp, projeto de Le Corbusier que também foi elevado a Patrimônio Mundial neste domingo.

Leia mais