1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Unesco declara escritos de Lutero Patrimônio Mundial

Entre os documentos está cartaz contendo 95 teses que introduziram a Reforma Protestante, em 1517. Lista de patrimônios inclui itens únicos, autênticos, de relevância internacional e insubstituíveis.

default

Bíblia de Martinho Lutero

A comissão alemã da Unesco incluiu nesta quinta-feira (17/03) 14 escritos de Martinho Lutero na lista de Patrimônios Mundiais. Trata-se de cartas e impressões originais, entre elas um exemplar da edição da Bíblia de Lutero em hebraico e um cartaz contendo as 95 teses que serviram de introdução à Reforma Protestante, em 1517.

Os escritos de Lutero influenciaram o desenvolvimento da sociedade durante séculos, ressaltou a ministra alemã da Educação e Pesquisa, Johanna Wanka. Ela afirmou que o título da Unesco tem ainda mais peso às vésperas do aniversário de 500 anos da Reforma Protestante, a ser comemorado no ano que vem.

Assistir ao vídeo 03:09

Seguindo os passos de Lutero na Saxônia-Anhalt

Numa cerimônia no museu Lutherhaus, na cidade de Wittenberg, Christoph Wulff, vice-presidente da comissão alemã da Unesco, entregou os certificados de Patrimônio Mundial aos diretores das 11 instituições nas quais os originais dos documentos são preservados.

Segundo o Instituo Leibniz de História Europeia, que elaborou o dossiê para a nomeação dos escritos, estes mostram como um impulso religioso conseguiu desencadear um profundo processo de transformação. Tal movimento teria mudado a religião, a política, a sociedade e a cultura, através de uma nova forma de divulgação midiática, a impressão.

Para documentos serem incluídos na lista de Patrimônios Mundiais, eles precisam ser considerados autênticos, de relevância internacional, únicos e insubstituíveis. Katja Römer, porta-voz da comissão alemã da Unesco, qualifica a lista da Unesco como memória digital da humanidade – a qual inclui desde partituras de compositores famosos aos diários de Anne Frank.

LPF/kna/dpa/epd

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados