1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Um século de literatura alemã

Com a inauguração da Casa de Günter Grass, a cidade de Lübeck cumpre uma meta ambiciosa: passeando a pé pelo centro histórico, visitantes podem percorrer um século da história da literatura alemã.

default

Nova atração em Lübeck: a Casa de Günter Grass

Uma caminhada de poucos minutos separa dois museus situados no centro histórico de Lübeck e dedicados aos dois portadores do Prêmio Nobel de Literatura ligados à cidade hanseática. Enquanto a Casa de Buddenbrooks se dedica à obra de Thomas Mann, nascido em Lübeck, a um pulo dali o foco se concentra no trabalho do escritor, pintor e escultor Grass, que vive na cidade.

Obra em exposição

Günter Grass und die Ratten

Günter Grass posa com esculturas de sua autoria

A Casa de Günter Grass, inaugurada neste domingo (20), situa-se no número 21 da Glockengiesserstrasse, compondo-se de um prédio tombado pelo patrimônio histórico e um anexo construído especialmente para essa finalidade. A exposição inaugural, distribuída por uma área de 220 metros quadrados, apresenta a obra literária e artística de Grass, que completou 75 anos na quarta-feira (16).

Do acervo permanente, constam manuscritos originais do escritor, quadros de sua autoria e, num recinto especial, suas esculturas. No futuro, a Casa de Grass quer servir de vitrina para outros artistas multifacetados, que ali poderão expor suas criações. A intenção do escritor e da Fundação de Cultura de Lübeck é fomentar um diálogo entre as artes.

Casa com passado

Grass mit Butt vor Gedenkhaus in Lübeck

Günter Grass ao lado de O Linguado, escultura de sua autoria

Parte da casa histórica é de propriedade de Günter Grass, que instalou ali, em 1995, sua secretaria. Data de 1320 a primeira menção do prédio, que já foi utilizado para as mais diversas finalidades em sua longa existência. Documentos comprovam que já estiveram instalados nele um abatedouro e, mais tarde, um curtume. Mais tarde, a casa tornou-se ateliê de um escultor, depois foi utilizada por um estucador e chegou a abrigar uma tipografia.

Financiado com recursos do governo alemão e do Fundo Europeu, o novo centro literário e artístico abrange, além dos espaços para exposições, uma biblioteca para pesquisa, um arquivo, bem como uma loja de livros e objetos de arte.

Leia mais

Links externos