1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Um instrumento para cada criança

Projeto-modelo de educação musical intensiva quer capacitar crianças da Região do Ruhr a formar orquestras até 2010.

default

Dentro de quatro anos, mil escolas poderão ter suas próprias orquestras

''Para cada criança, um instrumento''. Esse é nome de um projeto-modelo lançado pelo governador da Renânia do Norte-Vestfália, Jürgen Rüttgers. Já se preparando para 2010, quando a Região do Ruhr será a Capital Cultural da Europa, a partir do início do ano letivo 2007/2008, cada aluno do ensino fundamental terá a oportunidade de aprender um instrumento musical da própria escolha.

Com um orçamento de 50 milhões de euros, o Jedem Kind ein Instrument [Para cada criança, um instrumento] beneficiará 212 mil alunos em cerca de mil escolas. As crianças, a princípio, terão que contribuir com um valor que vai de 10 a 35 euros mensais para as aulas de música, mas as que não puderem pagar não serão deixadas de fora do projeto.

Formação de orquestras

O projeto, baseado em uma iniciativa semelhante lançada em 2004 por uma escola de música da cidade de Bochum, tem o objetivo de capacitar as escolas a formar suas próprias orquestras. Em 2010, quando a região for celebrar seu ano como Capital Cultural da Europa, os melhores músicos jovens apresentarão um concerto no estádio do Schalke em Gelsenkirchen.

O ministro da Cultura, Bernd Neumann, declarou, na apresentação do projeto, que espera que outros estados alemães se inspirem no projeto da Renânia do Norte-Vestfália e façam o mesmo em suas escolas.

Até agora, o projeto só recebeu elogios. Políticos, imprensa, sindicatos de professores e músicos aplaudiram a iniciativa. A única questão que se colocou foi a possibilidade de nem todas as crianças serem atingidas pelo projeto. Segundo um website de Colônia, maior cidade da Renânia do Norte-Vestfália, o número de crianças participantes vindas das classes sociais com menos possibilidades de educação formal será um fator decisivo para o sucesso do projeto. (jl)

Leia mais