1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Um em cada nove empregados é vítima de assédio moral

O assédio moral na Alemanha é um problema de massa: atualmente mais de 800 mil trabalhadores são atingidos pelo fenômeno, como comprovou estudo divulgado nesta terça-feira (11), em Berlim.

default

Agressões verbais fazem parte desse tipo de ameaça

A humilhação pública no ambiente de trabalho existe há muito tempo, constituindo um fenômeno global com riscos invisíveis, porém concretos. Na Alemanha, 2,7% da população ativa passa por dificuldades na relação com os colegas de trabalho, segundo um estudo representativo realizado pelo Ministério do Trabalho. Devido ao alto nível competitivo do mercado, cada vez mais empregados são ridicularizados enquanto exercem suas funções, e em mais da metade dos casos as ofensas provêm de chefes ou superiores.

Cálculos baseados no tempo de trabalho de um indivíduo mostram que um em cada nove funcionários é vítima do assédio moral pelo menos uma vez em sua vida profissional. De acordo com especialistas, uma das razões que favorecem o desenvolvimento do fenômeno são as duras condições de trabalho, também presentes em países como Estados Unidos e Finlândia, além da Alemanha.

"O estudo fornece, pela primeira vez, dados concretos com os quais poderemos estudar mais objetivamente o assunto", afirmou a secretária adjunta do Ministério do Trabalho, Ulrike Mascher, ao apresentar a pesquisa nesta terça-feira, em Berlim.

As profissões que mais são atingidas por este tipo de assédio são as que envolvem o trabalho social, como o assistente e o educador. Além disso, mulheres correm mais risco de serem discriminadas que os homens, e as idades mais atingidas estão abaixo dos 25 anos, seguidas pelos funcionários com 55 anos ou mais.

Links externos