1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Um dia para os apaixonados

Na Alemanha, como em outros países do Hemisfério Norte, São Valentim faz as vezes de Santo Antônio: o Dia dos Namorados é comemorado a 14 de fevereiro.

default

A data do Dia dos Namorados na Alemanha difere da brasileira

A presença de corações vermelhos em grande parte dos anúncios na mídia e das decorações de vitrines, de uns dias para cá, não deixa qualquer dúvida e deve ter chamado a atenção até dos mais desavisados: 14 de fevereiro, dia de São Valentim — o patrono dos apaixonados —, é dia de flores, chocolates, jantares à luz de velas, poesias e declarações de amor.

Das flores à internet

Não é por falta de apelos que alguém vai deixar de demonstrar ao amado ou à amada o quanto o ou a quer bem. Quem estiver absolutamente sem idéia de como fazê-lo, basta orientar-se à sua volta: nas publicações, pululam conselhos e sugestões.

Blumenstrauss zum Valentinstag

"Flores são a melhor escolha", afirma uma assessora de etiqueta, aconselhando a não se exagerar no valor material, ao escolher um presente. Segundo ela, o Dia dos Namorados dá aos apaixonados a oportunidade de "confirmar seus sentimentos ou de tirar dúvidas a respeito deles". Ninguém deveria utilizar a data para assaltar alguém com uma declaração de amor inesperada. O risco de dar um fora seria enorme, adverte.

Um livro que chegou a tempo ao mercado contém, segundo o título "1101 idéias românticas para todos os que querem fazer mais do seu amor", um número tão alto de idéias que seria pena guardá-las todas para um único dia do ano.

Quem ainda está sem par, ajudando a compor a multidão de mais de 13 milhões de pessoa s que vivem sozinhas na Alemanha, deve ser por culpa própria. Afinal, as seções de anúncios do tipo "Ele procura ela" ou "Ela procura ele" se multiplicam em todas as publicações. O problema é que os anúncios quase sempre transmitem uma imagem falsa de quem anuncia ou da pessoa que está sendo procurada, constatou Jörg Stimpfig, professor de Comunicação da Universidade de Stuttgart. E ele deve saber, pois há mais de dez anos vem estudando com seus universitários os anúncios desse tipo na imprensa alemã.

Conselhos do professor: conhecer-se primeiro a si próprio para saber que tipo de pessoa se está procurando. E utilizar-se de preferência de um meio interativo na busca de um companheiro, combinando fotografia, texto e chat, para ficar conhecendo melhor o candidato ou a candidata.

Junges Paar küsst sich

Aliás, o número dos que já descobriram esta possibilidade é grande, a se depreender da Parship, que se auto-intitula maior agência de parceiros online da Alemanha. Segundo os dados mais atuais no site, já estão registrados quase 310 mil usuários (46% homens; 54% mulheres), que têm a possibilidade de se submeter a um "teste científico de personalidade" antes de partir em busca da alma gêmea pela rede global.

Origens pagãs

No calendário católico, o 14 de fevereiro é dedicado a São Valentim, que foi executado nessa data, no ano de 269 a mando do imperador romano Cláudio II. Valentim era bispo em Terni e, segundo a lenda, costumava dar flores do jardim de seu convento de presente aos casais. Além disso, aconselhava os homens a ficarem junto de suas esposas, em vez de partirem para a guerra, o que despertou a ira do imperador e motivou a sentença de morte.

Mas as homenagens aos amantes nessa data têm origens pagãs. Já na Roma antiga se comemorava em torno do 14 de fevereiro a festa de Lupércio, deus dos pastores. Numa espécie de "loteria do amor", sorteavam-se pares que podiam então viver juntos por um ano.

Na Inglaterra e na França, o dia de São Valentim vem sendo dedicado aos apaixonados desde fins do século 14. Na Alemanha, a moda só começou a se difundir depois da Segunda Guerra Mundial.

Leia mais