1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

UFPR lança mestrado em Meio Ambiente em parceria com Stuttgart

Em parceria com a Universidade de Stuttgart e o Senai/PR, a Universidade Federal do Paraná oferecerá o mestrado em Meio Ambiente Urbano e Industrial, sob coordenação alemã. Título será reconhecido nos dois países.

default

Vista aérea do campus da Universidade de Stuttgart, sul da Alemanha

A partir do terceiro trimestre de 2007 será oferecido na Universidade Federal do Paraná (UFPR) o Programa de Mestrado Profissional em Meio Ambiente Urbano e Industrial, sob coordenação alemã. O curso será ministrado em português e alemão e deverá ser reconhecido tanto no Brasil como na Alemanha.

Segundo o Dr. Uwe Menzel, professor da Universidade de Stuttgart e coordenador do projeto, a criação do mestrado é uma conseqüência da Cúpula Mundial para o Desenvolvimento Sustentável de Johannesburgo de 2002. Nesta ficou estabelecido que até 2015 o número de pessoas no mundo sem acesso à água potável e canalização deve ser reduzido à metade.

"Os cursos de verão sobre resíduos sólidos, águas residuais e efluentes industriais que oferecemos durante seis anos deram tão certo, que resolvemos criar um programa de mestrado nesta área", disse Menzel, durante o 3º Simpósio Brasil-Alemanha de Desenvolvimento Sustentado na Universidade de Freiburg.

Qualidade alemã de ensino

Os professores vindos da Alemanha irão moldar o ensino em Curitiba e supervisionar a qualidade da grade curricular do curso. Com isso, as relações acadêmicas entre Brasil e Alemanha tendem a se intensificar: além da formação de profissionais, serão desenvolvidos projetos ambientais dos quais participarão cientistas brasileiros e alemães.

O DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico) e o Ministério Alemão de Ensino e Pesquisa financiarão o programa até 2010. Durante o curso, os estudantes poderão freqüentar aulas de alemão.

"O Brasil é um país enorme, de megalópoles como São Paulo e Rio. A economia brasileira se desenvolve muito rápido, e, paralelamente, surge a necessidade de instalar tecnologias do meio ambiente e de formar técnicos dentro do país que dominem esta tecnologia", comentou Menzel, do Instituto de Engenharia Sanitária, Qualidade Hidráulica e Gerenciamento de Lixo Sólido da Universidade de Stuttgart.

Título reconhecido no Brasil e na Alemanha

As disciplinas e a dissertação de mestrado serão desenvolvidas num período de seis a nove trimestres, conforme se aspire à obtenção do grau de mestre no Brasil ou na Alemanha, respectivamente. Os estudantes que quiserem passar um período na Universidade de Stuttgart poderão obter financiamento para tal. O título concedido pela UFPR será reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior do Ministério da Educação (CAPES) e pela Universidade de Stuttgart. "Se o projeto for bem sucedido no Paraná, tentaremos implementar o programa de mestrado em outros estados do Brasil", planeja Menzel.

Leia mais