1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Uefa e Bundesliga anunciam minuto de silêncio pela Chapecoense

Em suas próximas partidas, confederação europeia e equipes alemãs farão homenagens ao clube brasileiro, que perdeu grande parte de seu time num trágico acidente de avião.

Liverpool e Leeds

Minuto de silêncio pela Chapecoense antes do jogo entre Liverpool e Leeds, na Inglaterra

A Uefa anunciou nesta quinta-feira (1º/12) que todas as partidas da Liga dos Campeões e da Liga Europa da semana que vem terão um minuto de silêncio antes do apito inicial em homenagem às vítimas da tragédia aérea envolvendo a equipe da Chapecoense.

"O futebol europeu demonstra assim sua solidariedade à Chapecoense, à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), à Conmebol e aos parentes de todas as vítimas", disse Alekasander Ceferin, presidente da Uefa, em comunicado. "Essa tragédia abalou o mundo do futebol, e gostaríamos de enviar nosso apoio a todos os afetados."

Assistir ao vídeo 02:02

Torcida se reúne no estádio para homenagear jogadores da Chapecoense

A primeira e segunda divisões da Bundesliga também farão um minuto de silêncio nos jogos do próximo fim de semana em memória das vítimas do desastre na Colômbia, ocorrido na madrugada da última terça-feira.

"Gostaríamos de expressar nossa solidariedade aos familiares das vítimas, aos sobreviventes e ao futebol brasileiro com um minuto de silêncio e usando braçadeiras pretas", disse o presidente da Liga Alemã de Futebol (DFL), Reinhard Rauball.

A Chapecoense perdeu a maioria de seus jogadores e de sua comissão técnica após a queda do avião que transportava a equipe para Medellín, onde o time disputaria a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional da Colômbia. O desastre com o avião da companhia aérea boliviana LaMia, que havia partido de Santa Cruz de La Sierra, deixou 71 mortos e seis sobreviventes.

A Aeronáutica da Colômbia afirmou nesta quarta-feiraque a aeronave não tinha combustível no momento da queda, a 17 quilômetros do aeroporto de Medellín. Numa gravação do que seria a última conversa entre o controle aéreo e o piloto do avião, este relata à torre uma falha elétrica e falta de combustível.

LPF/efe/dpa

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados