1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

UE inicia negociações com EUA sobre aço

Se não houver acordo na questão das sobretaxas às importações de aço impostas por Washington, a União Européia também poderá adotar tarifas para defender seu mercado.

default

A Europa exporta 23 milhões de toneladas de aço ao ano

A União Européia e os Estados Unidos iniciaram conversações, nesta terça-feira, em Genebra, sobre as sobretaxas que Washington pretende implantar sobre as importações de aço. O primeiro dia não trouxe uma aproximação das posições. Os EUA não querem conceder compensações aos europeus, como propôs a UE.

Paralelamente às negociações, a União Européia planeja a introdução de tarifas especiais para evitar que seu mercado seja inundado pelo aço inicialmente destinado aos Estados Unidos. As tarifas seriam de 15% a 38%, segundo o diário econômico Handelsblatt. As restrições à importação não seriam adotadas antes da próxima semana, relataram membros da delegação européia que participaram das negociações no marco da Organização Mundial do Comércio (OMC).

O presidente americano George W. Bush anunciou, no início do mês, que os EUA cobrariam sobretaxas de até 30% sobre as importações de aço, a fim de salvaguardar a indústria nacional, que enfrenta uma grave crise. A decisão provocou protestos internacionais.

A queixa na OMC - A União Européia apresentou queixa perante a OMC e ameaçou com represálias. Pelas regras da Organização Mundial do Comércio, as partes envolvidas têm prazo de 60 dias para procurar uma solução de comum acordo. Se não conseguirem, será convocada uma comissão de arbitragem, que deverá se pronunciar dentro de seis meses. Como as partes têm direito a recorrer da decisão, esta segunda rodada pode implicar em mais alguns meses. A OMC só deve pronunciar a última palavra no verão do próximo ano. Por isso, a UE cogita impor também taxas, caso aumentem notoriamente as importações.

Os números do aço - A União Européia tem uma participação importante no mercado mundial de aço. Sua demanda foi de 160 milhões de toneladas no ano passado, quando suas importações totalizaram 26 milhões de toneladas. Ao mesmo tempo, o bloco europeu exportou 23 milhões de toneladas. 25% das importações americanas de aço são provenientes da UE. A metade da quantia será sujeita às sobretaxas.