1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

UE exige pressão dos EUA sobre Israel

O presidente da Comissão Européia, Romano Prodi, exigiu que os Estados Unidos aumentem a pressão para que Israel retire as suas tropas dos territórios palestinos.

default

Romano Prodi: Bush tem que pressionar Sharon

Dois dias antes do encontro anual de cúpula da UE e dos EUA, Prodi disse em Bruxelas, nesta terça-feira (30), que vai pedir ao presidente George W. Bush, que faça valer a sua influência junto ao primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon. Ele considerou "totalmente inaceitável" a recusa do gabinete de Sharon em permitir que uma comissão da ONU investigue os atos das tropas israelenses no acampamento de refugiados palestinos em Jenin.

A UE confirmou, ao mesmo tempo, a sua intenção de seguir no Oriente Médio uma diretriz comum com os Estados Unidos. Uma política internacional sintonizada para a região seria a condição básica para um processo de paz bem sucedido, disse Prodi.

Treffen Fischer und Powell in Washington

Joschka Fischer (esq.) com o seu colega americano Colin Powell

O ministro do Exterior da Alemanha, Joschka Fischer, já mostrou a sintonia da política alemã com a americana para o Oriente Médio. Depois de conversar com o secretário de Estado, Colin Powell, em Washington, na noite de segunda-feira, Fischer anunciou apoio total à política de mediação dos EUA. Na capital americana, o ministro alemão saudou os esforços dos EUA para acabar com o isolamento do presidente palestino Yassir Arafat, em seu quartel-general em Ramallah, desde 29 de março.

Prodi fez o mesmo em Bruxelas. Israel aprovou uma proposta que prevê liberdade total de movimento de Arafat e uma vigilância americana e britânica dos seis palestinos acusados de terem matado o ministro israelense do Turismo, Rehavam Seevi.

O dirigente do órgão executivo da União Européia insistiu em que Israel coopere com a comunidade internacional. "Uma investigação da ONU sobre os acontecimentos no campo de refugiados em Jenin seria uma chance para Israel mostrar que não tem nada a esconder", disse ele. Os palestinos acusam os israelenses de terem cometido um massacre no alojamento na Cisjordânia.

Prodi quer também que Bush apele a Israel para permitir fornecimento de ajuda humanitária aos territórios palestinos. A situação humanitária na região seria outro motivo de preocupação. A UE teme um caos nos antigos territórios autonômos por que Israel destruiu totalmente a infra-estrutura dos palestinos e este vácuo tem de ser preenchido agora, destacou Prodi.

Cúpula euro-americana – A situação no Oriente Médio será o tem principal do encontro de Bush com o primeiro-ministro espanhol, José Maria Aznar, na condição de presidente da UE, na quinta-feira, na Casa Branca.

O coordenador da política externa e de segurança da UE, Javier Solana, e os comissários europeus de Relações Exteriores e do Comércio – Chris Patten e Pascal Lamy – também vão participar da conversa de 20 minutos. Serão tratadas também as questões do terrorismo e do comércio e, sobretudo, a contenda do aço, gerada pelas medidas protecionistas americanas.