1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

UE anuncia condições para abrigar militantes palestinos

Depois de duras negociações, os países da União Européia chegaram, finalmente, a um acordo sobre as condições para receber os 13 militantes palestinos que foram deportados por Israel, depois de se entrincheirarem durante semanas na igreja da Natividade, em Belém. O QG da comunidade de 15 países europeus em Bruxelas anunciou, nesta sexta-feira (17), que os homens considerados "especialmente perigosos" pelo governo israelense deverão ir para a Itália, Espanha, Irlanda, Portugal, Grécia e Bélgica, conforme planejado. Dada as suas relações especiais e históricas com Israel, a Alemanha não quis abrigar nenhum militante palestino.

O status deles será determinado pelas leis nacionais dos países que os abrigarem. Cada palestino exilado receberá visto para entrar no país que o hospedará e não poderá deixá-lo. Os 13 militantes, acusados de terrorismo por Israel, foram deportados primeiramente para o Chipre, depois que o Exército israelense encerrou o bloqueio da Igreja da Natividade.