1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

UE amplia lista de organizações terroristas

Grupos espanhol, palestino, irlandês e libanês entraram na lista negra da União Européia e estão agora ameaçados de perder suas fontes de recursos e sofrer outras sanções na Europa.

default

Duas organizações irlandesas fazem parte da lista da UE

Como parte da ação internacional coordenada para fechar as fontes de recursos das organizações ligadas ao terrorismo, os 15 países da União Européia (UE) aprovaram uma nova lista de grupos classificados como terroristas. A lista, publicada nesta sexta-feira no jornal da UE, foi anunciada na véspera pelo Ministério do Interior da Espanha, país que vai substituir a Bélgica na presidência rotativa de seis meses da comunidade européia, na virada do ano.

Estão na lista os grupos separatista basco ETA, os da Irlanda do Norte IRA Autêntico (católico) e Ulster Defense Army (protestante), o Hisbola do Líbano e o palestino Jihad Islâmica. Estas organizações estão agora sujeitas a ter suas contas congeladas e a sofrer outras sanções no âmbito da UE. As medidas fazem parte dos esforços da comunidade européia no combate ao terrorismo internacional depois dos atentados nos Estados Unidos, em 11 de setembro, com cerca de 3.300 mortos.

Em sua última conferência de cúpula, os chefes de Estado e de governo da UE chegaram a um acordo sobre um mandado de prisão comum europeu e sobre uma definição de terrorismo que passou a valer para todos os países-membros. O mandado visa facilitar a prisão e extradição de terroristas para julgamento.