1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

TVs apostam no mercado de loterias

De olho na Copa 2006, emissoras comerciais de TV da Alemanha querem abocanhar uma fatia do lucrativo mercado de apostas esportivas. Escândalo de corrupção no futebol tornou setor ainda mais cobiçado.

default

Ex-árbitro Robert Hoyzer: garoto-propaganda para as lotéricas?


Quem pensa que o escândalo das apostas que abalou o futebol alemão na temporada passada foi uma catástrofe publicitária para o setor de loterias se engana. O ex-árbitro Robert Hoyzer, principal protagonista da maracutaia, parece ter sido um garoto-propaganda ideal para as empresas e sociedades especializadas no ramo, a maioria sob controle estatal na Alemanha.

Poucos meses depois do escândalo, com o início da Bundesliga 2005/2006 e a Copa às portas, há um verdadeiro boom nas casas lotéricas alemãs. O valor das ações da Betandwin, uma das raras firmas particulares do ramo de apostas, mais do que triplicou desde o início do ano.

Analistas calculam que os alemães aplicariam em torno de um bilhão de euros em apostas neste ano, se caísse o monopólio estatal sobre as loterias esportivas, o que depende de decisão do Tribunal Constitucional Federal. Isso seria um acréscimo de 25% sobre os 800 milhões de euros do ano passado.

Televisões querem uma fatia

Premiere World Kartons

Premiere lançou canal só de apostas

As emissoras comerciais de TV (RTL, Premiere e DSF) começam a fazer pressão para abocanhar uma fatia desse lucrativo mercado, principalmente de olho na Copa 2006, quando, esperam, os alemães serão atingidos por uma verdadeira febre de apostas.

A TV por assinatura Premiere praticamente criou uma situação de fato, antes mesmo da decisão da Justiça, com o lançamento no início deste mês de um canal interativo destinado exclusivamente a bolões, palpites pagos e notícias esportivas.

"Ganhar é o melhor entretenimento" é o slogan do novo canal. Através de uma cooperação com a Betandwin e a Oddset, o Premiere Win combina TV com internet e casa lotérica, e começa a faturar indiretamente com programas de apostas oferecidos aos seus 3,5 milhões de assinantes.

A RTL foi até mais rápida, mas isso no automobilismo. Na plataforma RTLtipp.de, os apostadores podem arriscar palpites pagos sobre o vencedor da cada corrida de Fórmula 1. Nos próximos meses, a emissora quer lançar um programa de loterias via celular em cooperação com a Oddset, que foi a suposta vítima do escândalo na Bundesliga. Um canal digital próprio para este tipo de programa também está em planejamento. Por via das dúvidas, a RTL já comprou 20% do canal de jogos berlinense K1010.

Zona obscura

Oficialmente, só a estatal Oddset pode oferecer loterias na Alemanha. Empresas privadas – alemãs ou estrangeiras – que obtiveram licenças da ex-Alemanha Oriental, pouco antes da queda do Muro de Berlim, movem-se numa zona juridicamente obscura, mas oferecem melhores cotas de prêmios.

Fußball Schiedsricher Affäre DFB

Presidente da DFB, Theo Zwanziger

Segundo o jornal Kölner Stadt-Anzeiger, o canal DSF, que transmite 22 horas de Bundesliga por semana, estaria negociando com um detentor de licença lotérica da ex-RDA e com a Federação Alemã de Futebol (BFB) – esta também de olho no filão das apostas.

Independentemente da decisão do Tribunal Constitucional Federal, o sonho alemão de ganhar na loteria continuará alimentando novos planos das emissoras de TV. Os anfitriões da próxima Copa, aliás, ainda são bastante tímidos nesse campo: gastam apenas 14 euros per capita com apostas – os britânicos arriscam em média 400 euros por ano para o mesmo fim.

Leia mais