1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

TV alemã impede mudança da seleção para Seul

Emissoras protestam contra nova troca de concentração. Federação Alemã de Futebol cede. Técnico preocupado com zagueiro contundido. Völler diz que, se melhor equipe ganhasse copa, Brasil já seria campeão 14 vezes.

default

Em caso de vitória na sexta-feira, o Paradise Hotel pode contar com a permanência dos hóspedes alemães

A Seleção Alemã permanecerá na ilha de Jeju (Coréia do Sul) mesmo que se classifique para as semifinais, quando terá de jogar em Seul. A decisão foi tomada nesta segunda-feira, após protesto das emissoras públicas de tevê ARD e ZDF, que queriam evitar os custos e contratempos de nova transferência de seus miniestúdios, cujos equipamentos pesam 2,5 toneladas.

A prorrogação da estada em Seogwipo, no extermo sul do país, não era desejada pelo treinador Rudi Völler. Se vencer os EUA na sexta-feira em Ulsan, o técnico pretendia mudar-se imediatamente para a capital coreana, palco da conseqüente semifinal. Agora, a seleção retornará para a ilha de Jeju, em caso de classificação, e só viajará para Seul no dia 24, véspera da partida seguinte.

Próximo desafio – Para a partida contra os EUA, Völler corre o risco de não contar com três de seus titulares. O armador Michael Ballack ainda sente sua panturrilha – o problema é anterior à partida contra o Paraguai –, o zagueiro Christoph Metzelder apresenta contusões em ambos os tornozelos, tendo sido substituído durante o último jogo, e Ziege deixou o treino desta segunda-feira igualmente com dores no tornozelo.

"Christoph é nossa maior preocupação. Cada dia de repouso é importante", informou o treinador, antes de Ziege se machucar. Quanto a Ballack, Völler dá como certa sua escalação: "A situação de Michael parece boa."

Quatro dias antes das quartas-de-final, Völler mantém seu tradicional silêncio sobre o time que escalará. Após experimentar com êxito Neuville no lugar de Jancker no ataque e ser obrigado a substituir na última partida três jogadores suspensos, o treinador avalia como "positiva" a concorrência criada entre seus comandados. A priori, Ramelow, Hamann e Ziege devem voltar à equipe, mas o bom desempenho de Bode, Jeremies e Kehl contra o Paraguai pode alterar a escalação titular. Por falta de ritmo de jogo, após ficar parado três meses, Rehmer não agradou tanto.

Brasil, o melhor futebol – Nesta segunda, Völler reagiu também às críticas da imprensa internacional ao jogo penoso dos alemães. "Não se pode esperar futebol mágico de nós. Estamos tentando ser bem sucedidos com os meios que temos. Numa copa, nem sempre vence a melhor equipe. Se fosse assim, o Brasil já teria sido campeão 14 vezes", ironizou o treinador.

Depois de conceder a seus jogadores a noite de domingo livre para diversão – e sexo –, Völler voltou a limitar o lazer de seus comandados. "De hoje até as quartas-de-final, acabou", enfatizou o treinador, que quer concentração total no jogo. Ele teme relaxamento por parte dos jogadores, após o cumprimento da meta oficial de chegar às quartas-de-final e diante da eliminação dos maiores favoritos do mundial. "A pressão sobre nós diminuiu, mas seria fatal dizer que sermos eliminados agora não seria nada demais", pondera o ex-atacante campeão do mundo em 1990.

Leia mais

Links externos