1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Turquia restringe entrada de refugiados sírios

Mais de 80 mil sírios já fugiram para o país vizinho, e o fluxo de refugiados não mostra sinais de diminuição. Até o momento receptiva, a Turquia pretende agora aumentar o controle nas fronteiras.

Os recentes combates e massacres no sul de Damasco desencadearam um êxodo em massa na Síria. Cerca de 51 mil sírios já se registraram como refugiados junto à Organização das Nações Unidas (ONU), no Líbano. Segundo um oficial libanês, em poucas horas mais de 6 mil pessoas atravessaram a fronteira. Na Turquia, onde o número de refugiados passa de 80 mil, as autoridades começaram a impedir sírios de cruzar a fronteira.

Devido ao crescente número de refugiados, Ancara não pretende mais acolher todos os cidadãos do país vizinho, informou a mídia turca. Um funcionário do governo confirmou a informação, mas não deu detalhes sobre a nova política.

Cerca de 7 mil refugiados aguardam atualmente do lado sírio, devido ao controle de segurança mais rígido, informou um ativista sírio. Comentaristas turcos veem a medida como um possível passo em direção de uma zona de proteção em território sírio.

Recentemente, Ancara declarou que o país não tem capacidade para acomodar mais do que 100 mil refugiados sírios, e apelou para a criação de uma zona de proteção em solo sírio. Dois campos de refugiados com 10 mil vagas estão sendo construídos nas províncias turcas de Gaziantep e Hatay.

Rebeldes x regime

Por trás da intensificação dos controles está também o medo de rebeldes curdos, que lutam por autonomia no sudeste do país. As autoridades turcas temem que combatentes entrem no país pela Síria. Além disso, há a preocupação de que djihadistas estrangeiros possam tentar chegar à Síria através da Turquia para lutar contra o regime do presidente Bashar al Assad.

Enquanto isso, opositores do regime relataram a queda de um helicóptero militar em Damasco. Segundo informações não confirmadas, combatentes do Exército Síria Livre do bairro de Al Kabun derrubaram o helicóptero sobre o bairro de Dshobar.

Cerca de 20 pessoas morreram em novos enfrentamentos entre os rebeldes e as tropas do regime, apenas na manhã desta segunda-feira (27/08), entre as quais, cinco crianças.

Novo plano de paz iraniano

Teerã informou que Assad apoia a tentativa do Irã de estabelecer um novo plano de paz para a Síria. , Segundo a agência de notícias Isna, o presidente do Comitê para Assuntos Exteriores do Parlamento iraniano, Alaeddin Borudjerdi, afirmou que o presidente sírio saúda os esforços do governo do país aliado. O deputado reunira-se com Assad no domingo.

O Irã pretende apresentar planos abrangentes para a Síria na Conferência dos Países Não Alinhados desta semana, em Teerã. Detalhes ainda não foram revelados. O Irã é o maior aliado do regime Assad na região.

LPF/afp,dapd,dpa,rtr
Revisão: Augusto Valente

Leia mais