1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Turismo na Alemanha bate recorde em 2015

País está em alta entre viajantes e, pelo sexto ano consecutivo, registra aumento no número de hospedagens. Reservas de turistas estrangeiros crescem 5%, e previsão para 2016 também é otimista.

default

Castelo Neuschwanstein, na Baviera, é um dos pontos turísticos mais famosos da Alemanha

A Alemanha está em alta. Pelo sexto ano seguido, o país registrou um recorde de hospedagens, anunciou o Departamento Federal de Estatísticas alemão nesta quinta-feira (11/02). Em 2015, foram contabilizados 436,4 milhões de pernoites de norte a sul do país.

O número de hóspedes em hotéis, pensões, albergues e campings cresceu 3% no ano passado em relação a 2014. A quantidade de pernoites de estrangeiros aumentou 5%, chegando a 79,7 milhões. Até novembro, uma em cada sete reservas foi feita por um holandês.

Depois deles, os países que mais ocuparam quartos na Alemanha foram a Suíça, os Estados Unidos e o Reino Unido. A Alemanha também é um destino turístico cada vez mais apreciado por asiáticos. O número de hóspedes do continente cresceu 15% nos primeiros 11 meses do ano, tendo o número de hóspedes chineses crescido 26% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A Alemanha perdeu, porém, 30% de turistas oriundos da Rússia, devido às sanções impostas ao país no contexto da crise na Ucrânia e à recessão econômica enfrentada com a queda nos preços do petróleo.

Desde a Reunificação alemã, o número de pernoites no país mais do que dobrou. As cidades alemãs estão em alta, principalmente Berlim. Para a comissária de Turismo do governo federal, Iris Gleicke, os bons resultados se devem ao fato de que a Alemanha tem muito a oferecer a viajantes além dos roteiros já conhecidos.

As previsões para 2016 também são otimistas, segundo o presidente da Associação Alemã de Turismo (DTV, na sigla em alemão), Reinhard Meyer. "A maioria dos alemães deseja passar suas férias no próprio país", destacou.

O aumento da ameaça terrorista em países como Turquia, Egito e Tunísia pode contribuir para um interesse ainda maior de alemães em viajar pelo próprio país.

CN/rtr/dpa/afp

Leia mais