1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Turismo mundial diminuiu 1,3% em 2001 por causa dos atentados

Acostumado a altas taxas de crescimento, o setor de turismo sofreu a primeira retração dos últimos 20 anos. Os EUA perderam tantos turistas que foram ultrapassados pela Espanha na lista dos países preferidos.

default

Praia de Valencia, na Espanha

O número de turistas em todo o mundo diminuiu 1,3% no ano passado para 689 milhões, informou a WTO (Organização Mundial de Turismo), ao apresentar seu balanço anual, em Madri. Foi a primeira vez em 20 anos que o setor, acostumado com recordes, sofreu um baque. A perspectiva, porém, é de recuperação no segundo semestre de 2002.

"Os trágicos acontecimentos de 11 de setembro afetaram o turismo em todo mundo", disse o secretário-geral da organização, Francesco Frangialli. No entanto, já teria havido anteriormente sinais de um desaquecimento da conjuntura. De janeiro a agosto de 2001, o movimento de turistas teve um acréscimo de 3%, mas depois caiu 11%. "Os meses de setembro, outubro e novembro foram um desastre para o turismo mundialmente", concluiu Frangialli.

Turistas mudam de hábitos - Nos últimos meses registrou-se uma "profunda mudança" nos hábitos de viajar, segundo o secretário-geral da WTO. Inúmeras pessoas desistiram de voar, preferindo fazer férias em lugares mais próximos, viajando de automóvel ou trem. O setor, porém, não vai tão mal quanto parecem indicar os dados, pois estes não incluem o turismo nacional.

Na Europa, o número de turistas diminuiu em 2001 principalmente na Grã-Bretanha (- 6,6%), Alemanha (- 5,5%) e Itália (- 5,0%). Outros países, pelo contrário, registraram altas taxas de crescimento, como a Bulgária (+ 14,4%), Turquia e Croácia (+ 12,4%).

França em 1º lugar - A França, com 76,5 milhões de turistas (+ 1,2%), continua sendo o líder mundial. A Espanha passou à frente dos Estados Unidos. O país do sol e das touradas foi visitado por 49,5 milhões de pessoas, um aumento de 3,4% em relação a 2000. Os Estados Unidos muito sofreram com atentados, com somente 44,5 milhões de visitantes e uma queda de 12,6%. Outros países a terem uma diminuição drástica do turismo foram Israel (- 50%), Egito (- 15,6%) e Argentina (- 8,9%).

"As perspectivas para as férias de Páscoa e de verão são boas", disse Francesco Frangialli, acrescentando que o resultado dependerá, em primeira linha, da recuperação da economia mundial.

Turismo interno salva balanço na Alemanha - A Alemanha foi visitada por 16,9 milhões de turistas estrangeiros em 2001, segundo o Departamento Federal de Estatísticas. Isso representa uma diminuição de 5,5%, após o boom de 2000, quando a Exposição Mundial em Hanôver atraiu inúmeros turistas. No entanto, as viagens nacionais praticamente compensaram a queda do número de estrangeiros, pois aumentaram 1%, totalizando 90,7 milhões de pessoas que se hospedaram em hotéis e pensões.