1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Tunísia prende nove suspeitos de ligação com atentado

Governo anuncia envio do Exército às principais cidades do país e reabertura do Museu do Bardo na próxima semana. Até o momento, nenhuma organização terrorista reivindicou autoria do ataque.

Autoridades da Tunísia anunciaram nesta quinta-feira (19/03) a prisão de nove suspeitos de envolvimento no

atentado ao Museu Nacional do Bardo

, em Túnis, que causou a morte de 23 pessoas, incluindo 18 turistas estrangeiros, e deixou dezenas de feridos.

"As forças de segurança prenderam quatro pessoas diretamente ligadas à operação e outros cinco suspeitos de terem ligações com a célula", afirmou o gabinete da presidência através de nota. O presidente Beji Caid Essebsi jurou

combater "sem misericórdia" os extremistas

.

O gabinete do presidente também divulgou que, após uma reunião com as Forças Armadas, ficou decidido que o Exército será enviado para as principais cidades tunisianas, no intuito de manter a segurança.

Entre os mortos havia cerca de 20 estrangeiros, provenientes do Japão, Espanha, Colômbia, Austrália, Bélgica, França, Polônia, Itália e Reino Unido.

O ministro da Saúde afirmou que um policial foi morto durante o ataque, mas não mencionou uma segunda vítima tunisiana, como havia sido reportado pelas autoridades. Até o momento, nenhuma organização terrorista reivindicou a autoria do atentado.

Em uma atitude desafiadora, o governo anunciou que o Museu Nacional do Bardo será reaberto na próxima semana.

RC/rtr/afp

Leia mais